LUMINOSO

PLAY- CLIQUE PARA OUVIR A WEB RÁDIO CONEXÃO,NET

domingo, 21 de agosto de 2011

MENOPAUSA E CLIMATÉRIO



O que é?
A menopausa é a última menstruação da mulher.
O climatério é a fase da vida em que ocorre a transição do período reprodutivo ou fértil para o não reprodutivo, devido à diminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários.
A insuficiência ovariana é secundária ao esgotamento dos folículos primordiais que constituem o patrimônio genético de cada mulher. A diminuição dos níveis hormonais é um fato que ocorre com todas as mulheres e se inicia ao redor dos 40 anos. Algumas mulheres podem apresentar um quadro mais acentuado de sinais e sintomas, porém todas chegarão à menopausa.
A menopausa delimita as duas fases do climatério, o climatério pré- menopausa e o pós-menopausa.
A idade média das mulheres na menopausa é de 51 anos, podendo variar de 48 a 55 anos. Quando ocorre nas mulheres com menos de 40 anos é chamada de menopausa prematura.
A diminuição ou a falta dos hormônios sexuais femininos podem afetar vários locais do organismo e determinam sinais e sintomas conhecidos pelo nome de síndrome climatérica ou menopausal. 

O que se sente?
Os sintomas mais freqüentes são:
Fogachos ou ondas de calor, que causam uma vermelhidão súbita sobre a face e o tronco, acompanhados por uma sensação intensa de calor no corpo e por transpiração. Podem aparecer a qualquer hora e muitas vezes são tão desagradáveis que chegam a interferir nas atividades do dia a dia.
Alterações urogenitais causadas pela falta de estrogênio que levam a atrofia do epitélio vaginal, tornando o tecido frágil a ponto de sangrar. Na vagina, a atrofia causa o estreitamento e encurtamento, perda de elasticidade e diminuição das secreções, ocasionando secura vaginal e desconforto durante a relação sexual (dispareunia). Modificações na flora vaginal facilitam o aparecimento de uma flora inespecífica que predispõe a vaginites. Outros efeitos indesejáveis ocorrem no nível da uretra e da bexiga, causando dificuldade de esvaziamento da mesma, perda involuntária de urina , ocasionando a chamada síndrome uretral, caracterizada por episódios recorrentes de aumento da freqüência e ardência urinária, além da sensação de micção iminente.
Alterações do humor, sintomas emocionais, tais como ansiedade, depressão, fadiga, irritabilidade, perda de memória e insônia devido às alterações hormonais que afetam a química cerebral.
Modificação da sexualidade com diminuição do desejo sexual (libido), que pode estar alterado por vários motivos, entre eles, a menor lubrificação vaginal.
Aumento do risco cardiovascular pela diminuição dos níveis de estrogênio.
O estrogênio protege o coração e os vasos sanguíneos contra problemas, evitando a formação de trombos que obstruem os vasos e mantendo os níveis do bom colesterol.
Osteoporose, que é a diminuição da quantidade de massa óssea, tornando os ossos frágeis e mais propensos às fraturas, principalmente no nível da coluna vertebral, fêmur, quadril e punho. Embora algumas mulheres possam não apresentar nenhum sintoma, alguma manifestação silenciosa da deficiência hormonal pode estar ocorrendo, como a perda de massa óssea que pode levar a osteoporose.É nos cinco primeiros anos após a menopausa que ocorre uma perda óssea mais rápida.

Fonte: http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?284

 

Quais os tratamentos para o climatério?

Todos os sintomas e as conseqüências da carência hormonal podem ser tratados, com a orientação médica, pela terapia de reposição hormonal, ou seja, a substituição dos hormônios, que antes eram produzidos pelos ovários, por hormônios administrados através da pele (adesivos transdérmicos), por via oral (comprimidos) e, mesmo, por injeções intramusculares ou por cremes vaginais.
A administração de hormônios em comprimidos por via oral é a forma mais antiga utilizada na prática clínica. Modernamente, vem-se utilizando a via transdérmica com a mesma finalidade.
Os sistemas transdérmicos são constituídos por adesivos colocados sobre a pele, que liberam diretamente para o sangue o estrogênio e o progestogênio, ou seja, os hormônios que deixaram de ser fabricados pelo ovário.
Como não há passagem inicial pelo fígado, as doses transdérmicas utilizadas são muito menores (12 vezes menor, no caso do estrogênio) do que quando se compara com as doses necessárias dos medicamentos orais. Além disso, os hormônios são liberados para a corrente sangüínea através da pele, de forma constante, gradual e uniforme, da mesma maneira como ocorre quando os ovário estão funcionando.
Por isso, esse método é considerado "fisiológico", pois se assemelha à fisiologia normal do ovário. Os sistemas de adesivos sã trocados só a cada 3 ou 4 dias, permitindo maior comodidade no tratamento.
Os cremes vaginais são muito úteis no tratamento dos sintomas locais (por exemplo, secura vaginal), mas não têm efeito no restante dos sintomas. Já os medicamentos injetáveis, praticamente não são mais utilizados.
A melhor forma de tratamento, no entanto, deve ser indicada pelo médico.
Nunca inicie um tratamento para o climatério ou qualquer outro tipo de tratamento, por indicação de amigas ou parentes.
A decisão final sobre o melhor tipo de tratamento depende sempre da opinião do médico.


Quais os resultados da terapia de reposição hormonal?

Depois de iniciado o tratamento com hormônios (terapia de reposição hormonal), as ondas de calor e os distúrbios do sono começam a diminuir, dentro de duas ou três semanas. Os sintomas vaginais adversos também diminuem e o envelhecimento da pele é retardado.
Quando a terapia de reposição hormonal se realiza no momento adequado, ela também pode prevenir o enfraquecimento dos ossos (osteoporose) e diminuir os riscos de infarto, pressão alta e "derrames" cerebrais.
A terapia de reposição hormonal "combinada" (que associa a administração de estrogênio com progestogênio), indicada para mulheres com útero intacto, pode causar um sangramento a cada ciclo, justamente por simular o funcionamento normal dos ovários.
Esse sangramento assemelha-se a uma pequena menstruação, prevenindo que o útero venha a desenvolver hiperplasia endometrial.

E lembre-se sempre de duas coisas importantes:

  • O tratamento de reposição hormonal não faz crescer pelos, não engorda e não causa câncer.
  • Para tratar os problemas de saúde procure sempre o seu médico!


 

Sensação de Calor Menopausa 300x264 Menopausa, Principais Sintomas e tratamentos

 

Outras recomendações

  • Beba bastante água, principalmente após exercícios físicos.
  • Adote uma dieta rica em cálcio, ingerindo laticínios e vegetais verdes.
  • Use roupas leves e procure ambientes frescos e ventilados.
  • Faça refeições mais freqüentes e mais leves.
  • Pratique exercícios leves regularmente. As caminhadas, a natação e a dança ajudam a fortalecer músculos e ossos.
  • Evite fumo e álcool em excesso.

Exercicio na Menopausa 277x300 Menopausa, Principais Sintomas e tratamentos
Consulte o seu médico pelo menos uma ou duas vezes ao ano.
Colaboração: Sociedade Brasileira do Climatério.

Cardápio Saudável no Combate aos Efeitos do Climatério e da Menopausa

Para garantir um cardápio saudável que possa auxiliar no combate aos efeitos do climatério e da menopausa, a nutricionista da clinica Equilíbrio Nutricional elaborou um quadro com dicas de alimentos:
Vitamina E: diminui as ondas de calor.
Fontes: Sementes oleaginosas e óleos vegetais.
Vitamina B6: importante para a formação de neurotransmissores (triptofano), melhora o bem estar.
Fontes: cereais integrais, ovos e grãos.
Vitamina C: necessária para síntese de hormônios ovarianos.
Fontes: Frutas cítricas.
Ácido Fólico: ajuda a repor DNA e diminui o risco de câncer de mama.
Fontes: vegetais verdes escuros.
Magnésio: age no bom humor, no relaxamento muscular e na formação de neurotransmissores.
Fontes: cereais integrais, grãos, beterraba e sementes oleaginosas.
Cálcio: essencial para garantir a massa óssea e contração muscular. Fontes: Vegetais verdes, leite e derivados.
Vitamina D3: reforça o sistema imunológico, melhora a absorção de cálcio.
Fontes: óleos vegetais.
Selênio: antioxidante e fortalece as funções cerebrais.
Fonte: castanha do Pará.
Ômega 3: melhora as funções cerebrais, impulsos nervosos, regula a ação insulínica – glicose, diminui colesterol ruim (LDL) e melhora a fluidez sanguinea.
Fontes: linhaça e peixes de água fria. Substâncias fitoestrogenas: possuem ação similar ao hormônio estrógeno.

Proteínas de alto valor biológico:
para evitar o enfraquecimento e a diminuição dos músculos.
Fontes: ovos, aves e carne bovina.
Zinco: é necessário para síntese de hormônios, para melhorar as funções ovarianas e otimizar as funções estrogênicas.
Fontes: Frutos do mar e peixes.


Receita chá caseiro para amenizar os efeitos da menopausa
Ingredientes:
1 punhado de folhas de amora
1 punhado de anis estrelado
1 punhado de melissa
1 punhado de alecrim
1 litro de água mineral
Modo de Preparo:
Coloque o litro de água mineral para fever em uma leiteira ou panela grande , após a água começar a ferver apague o fogo e acrescente as ervas e abafe com tampa ou um pano e deixe descansar por 15 minutos.
Após o tempo de pausa , tome o chá para menopausa 2 a 4 vezes ao dia.

Menopausa Proteína de Soja: A proteína de soja parece ser particularmente benéfica às mulheres devido ao seu conteúdo de isoflavonas. As isoflavonas são capazes de reduzir os sintomas da menopausa como ondas de calor, irritabilidade e desconforto.
MenopausaVitamina E: O efeito da vitamina E na redução dos sintomas da menopausa é comprovado. Muitos médicos sugerem que mulheres que estão atravessando a menopausa tomem 800 IU de vitamina E por dia por um período de teste de três meses, para ver se os sintomas se reduzem. Em caso positivo, a dosagem é continuada.
MenopausaCálcio: A suplementação diária com cálcio ajuda a reduzir dores de cabeça, irritabilidade, insônia e depressão relacionadas à menopausa. Além disso, deficiências de cálcio, que levam à osteoporose, são mais comuns em mulheres pós-menopausa. Osteoporose é uma condição séria caracterizada por ossos fracos. Diversos estudos já foram publicados confirmando que a suplementação com cálcio pode retardar ou até impedir o desenvolvimento da osteoporose. Por isso, cálcio é um dos suplementos mais consumidos por mulheres. O consumo desse suplemento é geralmente de 500 a 1500 mg por dia.
Menopausa Linhaça: Ela ajuda a aliviar os sintomas da menopausa. É rica em ácidos graxos Ômega 3, sais minerais e vitaminas. A linhaça auxilia na regularização do intestino, tem ação antiinflamatória, aumenta a atividade do sistema imunológico, além de possuir uma substância que protege contra tumores de mamas, ovários e próstata.


Mudança no Estilo de Vida

Exercícios físicos: As mulheres sedentárias estão mais propensas a ter ondas de calor do que as mulheres que se exercitam.   Em um experimento, os sintomas da menopausa foram reduzidos imediatamente após o início da prática de exercícios aeróbicos.
Parar de fumar: Fumar pode estar muito relacionado às ondas de calor em mulheres que estão passando pela menopausa. Estudos preliminares mostram que muitas das mulheres com ondas de calor são fumantes. Outro estudo mostra que grande parte das mulheres que buscam reposição hormonal são fumantes.

http://www.produtosnaturaispuriflora.com.br/wp-content/uploads/2010/12/Fotolia_3456009_XL.jpg

Postado por: Professora Marcia Valeria

Ficar sempre de Mau Humor é sinal de Doença

A fama de chato, mal-humorado ou reclamão pode indicar mais do que um aspecto de comportamento, são sintomas de uma doença cada vez mais estudada por psiquiatras: a distimia.
Mais conhecida como a doença do mau humor, a medicina a classifica como um transtorno com sintomas muito parecidos com os da depressão, só que mais prolongados.
O distímico geralmente é aquela pessoa que vive mal humorada, reclamando da vida, sempre com uma postura muito pessimista e crítica sobre tudo.


É comum ela ter picos de irritabilidade, tristeza, desânimo e uma falta de energia fora do normal, explica o psiquiatra Taki Cordás, do Instituto de Psiquiatria da USP (Universidade de São Paulo), autor de um livro sobre o assunto.

O comportamento arredio do distímico tende a aumentar com o tempo, já que seu mau humor afasta as pessoas, tornando-o um ser isolado e cada vez mais negativo.

- A distimia é uma depressão crônica e pode ser muito precoce. As pessoas confundem com personalidade depressiva, quando na verdade não é um transtorno de personalidade. Ela está atrelada a vida, não a situações de momento.

Não se sabe ao certo o que a desencadeia a doença. Ela pode ter início na infância ou na adolescência, como boa parte dos quadros psiquiátricos, e se agravar na idade adulta. Mas não deve ser confundida com sensações de mau humor repentinas, que são baseadas em situações, reforça o especialista. A doença tende a acometer mais as mulheres, que também sofrem mais de depressão do que os homens, mas não há números que comprovem.


Parentesco com a depressão

Para se chegar a esse diagnóstico, a pessoa deve ser avaliada por um psiquiatra, pois assim como na depressão, não é possível detectá-lo por meio de exames.

Em anos de estudos, os médicos descobriram um parentesco entre as duas doenças, desde genética similar, alterações de sono, tristeza e apatia, com a diferença de o distímico sofrer por mais tempo com os sintomas.

O que diferencia as doenças de fato são a gravidade desses sintomas e o tempo em que eles persistem na vida do doente, explica o psiquiatra Raphael Boechat, professor de psiquiatria da Faculdade de Medicina da UnB (Universidade de Brasília).

- A depressão vem de forma mais rápida, brava, pode ter ápice suicida, enquanto a distimia tem sintomas mais leves e é uma doença menos incapacitante do que a depressão.

Tratamento

Diante das semelhanças entre distimia e depressão, a medicina concluiu que boa parte dos mau humorados crônicos podem se beneficiar do tratamento dado aos depressivos. Após a confirmação do diagnóstico, o distímico deve ser tratado com remédios antidepressivos aliados a sessões de psicoterapia por um longo período de tempo, informa Boechat.

- O remédio traz mudanças cerebrais que podem ser duradouras, ensinando o cérebro a funcionar corretamente. Já a psicoterapia dá suporte para o paciente perceber que por sempre estar de mau humor, age com as pessoas dessa maneira e elas retribuem de forma ruim. Isso é um círculo vicioso.

A maior dificuldade nessa jornada pela cura, no entanto, é garantir a adesão ao tratamento. Como o paciente vive anos dessa maneira, dificilmente se acha doente e não procura um especialista. Seu perfil apático e cínico também não ajuda, já que tende a não acreditar nessa possibilidade, explica Cordás.

- Quem tem distimia não sabe identificar se está melhor, porque não tem muito registro do que é viver com prazer. Ele começa a lidar com as situações que nunca lhe pareceram importantes e pode demorar para começar a entendê-las.


Fonte: R7
Organizado por: Professora Marcia Valeria

Lembrancinhas para Primavera

















Fonte: http://pragentemiuda.blogspot.com
Oganizado por: Professora Marcia Valeria

Marcadores

- Diversos ABUSOS NA EDUCAÇÃO Além Paraíba-MG Alfabetização AMOR ...♥ Artes Artesanato Assuntos Diversos para Comentar Atividades Diversas Atividades para confeccionar com os alunos Avaliação Diagnóstica Bíblia Biografia Biologia Bordas e Certificados Capas para Cadernos Cidadania Ciências COMUNISMO Congresso Infantil Coordenação Motora Curiosidades Datas Comemorativas Deficiência Visual Desenhos e Figuras para Atividades Diversas Dia das Mães Dia do Índio - 19 de Abril Dia Mundial da Educação 28 de Abril Dinâmicas em Grupo Diversos Documentário Doenças Doutrinação; Livros; DVDs - Diversos Educação Educação Básica Educação Especial; Educação no Trânsito Educadores ENEM Ensino Religioso Ensino Especial; Ensino Fundamental - 1ª Fase Ensino Fundamental - Ensino Médio Ensino Fundamental 6º ao 9º Ensino Médio Ensino Religioso Entrevista Epidemia Escola Bíblica de Férias Escola Bíblica Dominical Esporte Estações do Ano Família; Férias Festa Junina FICAADICA FICAADICA... Figuras Diversas Filosofia Fonoaudiologia Geografia Guerra Guerra no Brasil HANG OUT HANGOUTS; Orientação Educacional; reuni[a0 HANGOUTS; Orientação Educacional; Reunião Pedagógica; Política; Informação; ABUSOS NA EDUCAÇÃO; WEBRADIOLIVRE.ORG HANGOUTS; Orientação Educacional; Reunião Pedagógica; Política; Informação; ABUSOS NA EDUCAÇÃO;WEBRADIOLIVRE.ORG História História da Educação ... e no Brasil; IDEOLOGIA DE GÊNERO Inclusão e/ou Deficiências Diversas Informação informação. informação. 1 de Maio Dia do trabalhador interdisciplinaridade Jardim Jogos e Brincadeiras Jovens l - Ensino Médio Lateralidade LEIS Leituras Diversas Lembrancinhas Libras Literatura Infantil Livros - Títulos... Louvor Matemática Material Didático; Meditação Mensagens Diversas Meu Canal YOUTUBE Motivação Músicas Diversas Natal Oração. orientação Educacional; Orientação Pedagógica Palavra do Dia. Para Reunião com Responsáveis Paralisia Cerebral Páscoa Pedagogia Pedofilia PNE Poemas POLÍTICA Política - Geral Português Projetos/Planos Psicologia Psicomotricidade Psicopedagogia. Reciclagem Regime Militar; Reportagem Reunião Pedagógica Reunião Pedagógica reunioes: Pedagógicas e / or Funcionários Reuniões: Pedagógicas e/ou Funcionários reunioes: Reunião Pedagógica Sala de Aula Alfabetizadora Saúde Sociologia Teatro - Fotos e Textos Temas Educacionais Textos Diversos Trabalhando os Sentidos Trava Língua Vacinação vídeo Vídeos Educacionais Vivendo a História do Brasil Sangrento no século XXI WEB RADIO

PESQUISE POSTAGENS NO SITE

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

Contadores

Clique em PARTICIPAR deste site. OBRIGADA e Volte sempre!

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

INSTITUTO NACIONAL EDUCAÇÃO DE SURDOS

PARTICIPE!

CANAL - Professora Marcia Valeria

Loading...

Google+ Followers

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Recent Visitors