LUMINOSO

PLAY

sábado, 22 de junho de 2013

Junta Brasil... Além Paraíba-MG (22/06/2013)

Além Paraíba foi às ruas em protesto por uma cidade e um Brasil melhor




O 1º Protesto “Junta Brasil” de Além Paraíba levou às ruas da cidade, na manhã deste sábado, 22 de junho de 2013, centenas de manifestantes, que percorreram o trajeto do centro de Porto Novo até a Praça Cel. Breves, em São José. Para os organizadores da manifestação, eram 500 pessoas. Para a Polícia Militar— segundo informações do comandante da PM, Capitão Gilker Hadime Seito— eram 300 pessoas. O fato é que a manifestação saiu de certa forma pequena, na Praça do Porto, mas foi ganhando corpo pelo trajeto, com a adesão de novas pessoas. Pelas calçadas, um público um tanto curioso e a princípio amedrontado (muitas lojas fecharam suas portas devido aos atos de vandalismo ocorrido nas grandes capitais) apenas observava, mas passou a aplaudir e apoiar o movimento dos jovens alemparaibanos ao perceberem que a manifestação tinha o caráter absolutamente pacífico. Nenhum incidente foi registrado durante o protesto. As polícias Militar e Civil acompanharam a passeata, garantindo a ordem no trânsito e a segurança dos manifestantes.
Com faixas e cartazes contendo inúmeras reivindicações, os manifestantes gritavam palavras de ordem com um  chamamento para os que estavam nas janelas e calçadas: “Vem pra rua, vem!”; “Você aí parado... também é explorado”.
A empresa de Transportes Além Paraíba— que, por recomendação da Polícia Militar, retirou seus ônibus de circulação durante a passeata— foi o principal alvo do protesto verbal dos manifestantes que, a todo momento, entoavam o coral :“Fora TAP!”. Também a COPASA foi muito criticada através dos cartazes, muitos deles bem-humorados: “Copasa, esse aumento já me deu sede”;  “Copasa, essa conta é um dilúvio”; Copasa tá tentando te afogar”; e outros dizeres.
Havia, ainda, cartazes descompromissados, mas com mensagens críticas subliminares (“só porque não fui a Hogwarts não significa que sou TROUXA”— em referência aos filmes Harry Potter); e trocadilhos em forma de reivindicação: “SEMmáforo” (em referências aos sinais luminosos de trânsito de Além Paraíba (que existem, mas não funcionam há cerca de três anos); além de pedidos muito divertidos (e, para muitos, justíssimos!), como “a volta da azeitona no pastel do bar do Nininho”.
Dentre as figuras públicas, o mais criticado foi o deputado Marco Feliciano, por conta de suas posturas homofóbicas. O movimento LGBT (Gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros) esteve presente, com vários representantes e muitos simpatizantes que protestavam, com cartazes, contra a tese da “cura gay”.
Entre os slogans puxados por parte do grupo, apareceu o desproposital “Abaixa o litrão” (em referência ao preço da cerveja), coro sufocado pela maioria dos manifestantes mais conscientes com um princípio de vaia uníssona.
Não houve críticas diretas à Prefeitura de Além Paraíba e nem ao prefeito Fernando Lúcio. Ao contrário, havia até faixa com dizeres complacentes: “Fernando, Marquinho e Secretários: confio em vocês. Seis meses não são doze anos”— justificativa acatada até mesmo ao microfone do carro de som por organizadores do protesto, ao final da manifestação popular, em frente à Câmara Municipal de Além Paraíba.
Na Praça de São José— término da passeata— os manifestantes (jovens, adultos e até mesmo muitas crianças) sentaram-se ao chão, estenderam seus cartazes pela rua, e a organização do movimento abriu o microfone do carro de som que acompanhou a manifestação para que algumas pessoas pudessem deixar sua mensagem. Poucos jovens arriscaram a se pronunciar individualmente. Eles foram “representados” pela turma da “velha guarda”: Chiquinho Maia foi o primeiro a se manifestar, fazendo questão de ler, um a um, os cartazes confeccionados pela garotada. O professor Alfredo Vieira, da SOS AMOR, pediu que se cumpra a Lei Federal 9.605, em defesa dos animais.
Também fizeram questão de discursar os ex-vereadores de Além Paraíba, Guilherme Diniz e Irmão Rogério — ambos centrando suas críticas à prestação de serviços da empresa TAP. Ainda fez uso da palavra o jornalista Flávio Senra, editor do jornal Além Parahyba— que ajudou os jovens na organização do movimento, inclusive conseguindo cartolinas para os cartazes, narizes de palhaços e o carro de som para a manifestação. Flávio levou ao conhecimento dos presentes o que já vinha sendo divulgado por alguns usuários das redes sociais: a recente aprovação pela Câmara Municipal de Além Paraíba de um Projeto de Lei (ainda a ser sancionado pelo Prefeito Fernando Lúcio Donzeles) que garante uma verba indenizatória de até R$ 1.600,00 para cada vereador do município— além do salário de cerca de R$ 3.300,00 que eles já recebem e dos salários dos 4 assessores para cada vereador. A notícia foi recebida ao som de vaias dos manifestantes que prometeram não se calar diante de tal situação “absurda”. 
Segundo os organizadores, a partir da próxima segunda-feira,  a presença popular na Câmara Municipal deverá ser constante, sendo que uma das primeiras reivindicações a ser apresentada é o retorno das reuniões para as 19 horas, já que o horário atual— 15 horas— desfavorece a presença do povo trabalhador na Casa Legislativa.
Também ficou combinada uma outra manifestação, desta vez marcada para a próxima quinta-feira, 27 de junho, com concentração às 13 horas na Vila Laroca. De lá os manifestantes, mais uma vez, rumarão ao bairro de São José e vão se dirigir à praça Cel. Breves, onde ficam os Três Poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário).
— Como nosso protesto foi feito em um sábado, não houve a oportunidade para as autoridades ouvirem nossa voz. Mas na próxima quinta-feira estaremos de volta, falando a eles diretamente, com o mesmo espírito pacífico que norteou esse primeiro protesto— afirmou o estudante João Pedro de Souza, um dos líderes do movimento em Além Paraíba.
A pauta de reivindicações dos manifestantes alemparaibanos continuará a seguinte: Política de transporte público (TAP); apoio aos manifestos em todo o Brasil; por melhorias nos postos de saúde e Hospital São Salvador; melhorias nas escolas públicas (estaduais e municipais); melhorias nas estradas rurais de Além Paraíba; apuração das denúncias e escândalos políticos ocorridos na gestão passada; e direito à participação nas decisões políticas do município. Outras reivindicações surgirão, pois os participantes poderão levar cartazes com os seus protestos. (Por: Marília Rosestolato/ Fotos: Marília Rosestolato/Thiago Filgueiras e Ilcimara Alves)CONFIRA ABAIXO ALGUMAS FOTOS E A GALERIA COMPLETA- ACESSE www.agorajornais.com.br/243,protesto-em-alem-paraiba.html

Por medo de vandalismo, alguns estabelecimentos comerciais fecharam suas portas, mas, das calçadas, o povo aplaudiu a manifestação.

Parte do grupo de organizadores da manifestação de protesto, que foi encerrado com o Hino Nacional Brasileiro.

Os jovens demonstraram que querem ser ouvidos na elaboração da nova licitação para os transportes públicos em lém Paraíba. Tal licitação deverá ocorrer no segundo semestre.

O jornalista Flávio Senra e o ex-vereador Guilherme Diniz usaram o microfone para fazer seus protestos contra a Câmara Municipal de Além Paraíba e contra a TAP, respectivamente.

Na Praça de São José, os manifestantes sentaram-se ao chão e estenderam os cartazes na rua.














https://www.elo7.com.br/meuquartinhoateliemv/loja

Comprar este produto

Café Marita

Café Marita
Emagreça com Saúde - CLIQUE AQUI

Contadores

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

PESQUISE POSTAGENS NO SITE

PARTICIPE!

Clique em PARTICIPAR deste site. OBRIGADA e Volte sempre!

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

INSTITUTO NACIONAL EDUCAÇÃO DE SURDOS

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Google+ Followers

Recent Visitors