LUMINOSO

PLAY- CLIQUE PARA OUVIR A WEB RÁDIO CONEXÃO,NET

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Planejamento 2012

Um bom planejamento requer ações em três esferas: cada professor precisa definir suas atividades de sala de aula, o coordenador pedagógico deve organizar o planejamento da escola e a rede é responsável por dar as diretrizes gerais para o trabalho. Este especial traz informações para organizar o ano letivo com tudo o que você precisa saber em cada uma das três áreas. Boa leitura!

Planejamento

Semana pedagógica: o que não pode faltar

Dia a dia, tudo o que você precisa para fazer o planejamento do ano

Cinthia Rodrigues 

Foto: Paulo Vitalle
Fotos: Paulo Vitalle
Organização Se é verdade que um
bom planejamento evita problemas
 posteriores, certamente a primeira
 semana do ano é a mais importante
 para qualquer escola: é quando os
gestores e a equipe pedagógica se
 reúnem para projetar os próximos
 200 dias letivos e fazer a revisão
do Projeto Político Pedagógico (PPP)
- o documento que marca a identidade
 da escola e indica os caminhos para
que os objetivos educacionais
 sejam atingidos.
É o momento de integrar
 os professores que estão chegando, colocando-os em contato com o
 jeito de trabalhar do grupo, e, claro, mostrar os dados da escola para
todos os docentes, além de apresentar as informações sobre as turmas
para as quais cada um vai lecionar.

Antes de produzir esta reportagem, perguntamos a diretores e
coordenadores pedagógicos, em nosso site, quais as principais dúvidas
em relação à semana de planejamento. Recebemos 45 mensagens,
questionando desde como organizar os encontros
 (e quem deve participar deles) até incertezas sobre os temas a debater.
Para ajudar esses e outros leitores, sugerimos um cronograma para
cinco dias de planejamento, com indicações sobre o que fazer em cada
um deles e ideias práticas para conduzir os trabalhos.

A semana pedagógica, nunca é demais lembrar, não se restringe a
esse período - pelo menos para os gestores. Érika Virgílio Rodrigues
 da Cunha, professora de Didática, Currículo e Avaliação da Universidade
 Federal de Mato Grosso (UFMT), afirma que o diretor deve
planejar com antecedência, executar a agenda definida e acompanhar
 os resultados durante o ano. A preparação prévia está reunida no quadro
 abaixo, e as dicas para garantir um bom acompanhamento dos
 resultados, no último quadro desta reportagem. O planejamento da
semana em si ocupa as próximas páginas.

Uma regra geral é começar o encontro pela discussão dos grandes
 temas e depois partir para os desafios específicos. Para o presidente
da Comissão de Graduação da Faculdade de Educação da Universidade
 de São Paulo (USP), Rubens Barbosa de Camargo, a melhor maneira
 de fazer isso é preparar bons diagnósticos. "As decisões essenciais
 decorrem da reflexão sobre os rumos que a escola quer percorrer",
 diz.

O cronograma apresentado a seguir é apenas uma sugestão para ajudar
 você no planejamento da semana. Dependendo do tamanho da sua equipe
 docente e da escola, faça as adequações necessárias.

E um excelente planejamento para sua escola!
Primeiras providências
Reúna a equipe gestora alguns dias antes para preparar a
semana. Algumas ações devem ser realizadas:

- Montagem do calendário da escola
Com base na programação oficial da Secretaria de Educação
 (em que constam feriados, recessos e eventos de rede), planeje
 o calendário da escola, reservando datas para reuniões periódicas,
 como as de pais, do Conselho de Escola e da Associação de Pais e
Mestres. Eleja alguns dias para eleição dos representantes de classe,
feiras de Ciências e de livros, confraternizações e festas ou outro
 evento que a escola costume realizar. Peça ao coordenador para
sugerir dias e horários para o trabalho pedagógico coletivo (geral,
por área e por série).

- Consolidação dos dados da escola Faça uma tabela com
os principais dados da escola - número de matrículas iniciais e finais
e as taxas de aprovação, repetência e distorção idade-série (leia mais
 na reportagem sobre dados da escola) -, os resultados de avaliações e
planilhas de aprendizagens dos alunos.

- Planejamento do tempo 
Monte um cronograma da semana pedagógica baseado na quantidade
de dias que a escola dispõe para o encontro.


- Organização do espaço 
Calcule quantos grupos de trabalho serão formados durante os
encontros e combine com o pessoal da limpeza para que os espaços
estejam limpos e organizados. Exponha as produções de alunos e
 professores em corredores e nas salas de aula para criar familiaridade
 e valorizar o trabalho realizado pelos alunos.


- Previsão de alimentação Como receber a equipe? Com um
café da manhã de boas-vindas? Então é preciso contar com a
presença das merendeiras no local e preparar um espaço para
essa recepção. Se a equipe vai se reunir por alguns dias, planeje
os momentos em que ocorrerão as pausas e o almoço e o que será
 servido. Peça que as merendeiras organizem o cardápio e façam as
compras necessárias.
Evite!
Não perca tempo com dinâmicas de grupo e leituras de texto de
 "motivação" - práticas que não levam à melhoria da aprendizagem.
 A maneira mais eficaz de estimular a equipe é garantir um bom
 ambiente de trabalho e compartilhar metas.
Continue lendo a reportagem


Postado por: Professora Marcia Valeria

3º ao 5º Ano - Avaliação Diagnóstica Inclusiva


Diagnóstico do domínio da linguagem escrita


Objetivo 
Identificar o domínio de cada aluno em relação aos padrões da linguagem escrita.
Conteúdos específicos 
- Produção de texto.
- Fábulas.
AnosDo 3º ao 5º ano
Material necessário 
Folhas para escrever, lápis e borracha.
No caso de alunos com deficiência intelectual, providencie, também, uma prancha de comunicação.
Flexibilização
Para alunos com paralisia cerebral, mas com um nível razoável de compreensão, ofereça uma explicação individual a respeito da atividade que será realizada e marque no quadro todas as etapas da aula. A repetição é fundamental para o acompanhamento.
Ao invés de realizar o trabalho de reprodução da fábula individualmente, divida a turma em duplas, para que o aluno seja apoiado por um colega. Ambos devem discutir o enredo da fábula, mas o aluno sem deficiência servirá como escriba. Caso o aluno seja incapaz de falar com clareza, uma alternativa é utilizar uma prancha de comunicação - um cartaz com imagens e trechos da fábula para que o aluno com deficiência possa apontar (com as mãos ou pés) os elementos sobre os quais deseja contar algo.
Se necessário, estenda o tempo da atividade e oriente os familiares do aluno com deficiência para que releiam a história com ele em casa, antes da produção textual.

Desenvolvimento 
1ª etapa Converse com a turma sobre a atividade que você vai propor, explicando que ela será importante para o planejamento das próximas aulas e vai ajudar todos a escrever com mais segurança. A tarefa é reproduzir por escrito uma fábula (de conhecimento da turma) que será lida por você em sala.

2ª etapa Depois da leitura, converse sobre o enredo para que as crianças se familiarizem ao máximo com a história. Você pode solicitar que contem a fábula oralmente para ter a certeza de que
todos têm condições de reproduzi-la por escrito. Por fim, peça que os alunos a escrevam por conta própria.

Flexibilização para deficiência intelectual Peça à família ou ao AEE que leiam mais vezes a fábula escolhida e que o aluno a reconte. Em classe, tenha uma conversa antecipada com ele para que possa perceber melhor o comportamento esperado. Proponha ao grupo um reconto oral em que cada um conte parte da fábula. Combine antes qual será lida por ele. A escrita da fábula pode ser feita em dupla, se ele não for alfabético. Nesse caso, o colega será o escriba.

Avaliação O diagnóstico é feito ao analisar os textos de acordo com uma lista de problemas e dificuldades previamente estabelecida, que considere tanto padrões de escrita como características do gênero escolhido. No caso das fábulas, uma sugestão possível é a seguinte:

Padrões de escrita 
- Apresenta muitas dificuldades para representar sílabas cuja estrutura seja diferente de consoante-vogal.
- Apresenta erros por interferência da fala na escrita em fim de palavras.
- Apresenta erros por interferência da fala na escrita no radical.
- Troca letras ("c"/"ç", "c"/"qu", "r"/ "rr", "s"/"ss", "g"/"gu", "m"/"n") por desconhecer as regularidades contextuais do sistema ortográfico.
- Troca letras ("c"/"ç"/"s"/"ss"/"x", "s"/"z", "x"/"ch", "g"/"j") por desconhecer as múltiplas representações do mesmo som.
- Realiza trocas de consoantes surdas (produzidas sem vibração das cordas vocais, como "p" e "t") e sonoras (com vibração das cordas, como "b" e "d").
- Revela problemas na representação da nasalização ("ã"/"an").
- Não domina as regras básicas de concordância nominal e verbal da língua.
- Não segmenta o texto em frases usando letras maiúsculas e ponto (final, interrogação, exclamação).
- Não emprega a vírgula em frases.
- Não segmenta o texto em parágrafos.
- Não dispõe o texto (margens, parágrafos, títulos, cabeçalhos) de acordo com as convenções.
Flexibilização para deficiência intelectual Se o aluno ainda não dominar a escrita, explore bastante o reconto oral e a leitura das ilustrações. O reconto pode ser gravado em áudio e explorado junto com todo o grupo.

Características do gênero 
- Modifica o conflito principal da história.
- Não evidencia a relação entre os personagens.
- Não constrói o clímax.
- Transforma o desfecho da história.
- Não constrói o texto de modo a retomar ideias anteriores para dar unidade de sentido (coesão referencial).
- Não usa marcadores temporais.
Assim que preencher a análise de todos os alunos, faça a tabulação dos dados. Se você tiver acesso a um computador e um software de edição de planilhas (do tipo Excel), esse trabalho poderá ser feito com mais rapidez. Consolide os dados e verifique quantas vezes os problemas listados aparecem no texto de cada criança. Em seguida, registre o total de vezes que esse problema aparece em todo o grupo. Com base nesse diagnóstico, liste os problemas principais que precisam ser trabalhados com toda a turma, tratando-os como conteúdos prioritários para o semestre.
Essa análise também vai permitir que você identifique dificuldades individuais dos alunos. Uma opção para tratá-las é planejar atividades em grupos, desde que eles reúnam alunos com diferentes níveis de conhecimento. Dessa forma, os estudantes mais avançados poderão interagir com aqueles que têm dificuldades para que possam se desenvolver juntos.
Tenha cuidado ao formar esses grupos. O nível de conhecimento dos alunos deve ser variado, porém, não muito. Caso contrário, corre-se o risco de o aluno com dificuldade não conseguir acompanhar o colega mais avançado. 
Consultoria: Cláudio Bazzoni
Assessor de Língua Portuguesa da prefeitura de São Paulo e selecionador do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10, com base no documento Aprender os Padrões da Linguagem Escrita de Modo Reflexivo, da prefeitura de São Paulo.


Postado por: Professora Marcia Valeria

Atividades: Historinha do Chapeuzinho Vermelho






Postado por: Professora Marcia Valeria

Avaliação Diagnóstica - Alfabetização




Faculdade de Educação da UFMG
Belo Horizonte 2005

 
EncartePROFESSOR(A):

Você encontrará neste encarte um conjunto de atividades para avaliação das capacidades dos alunos do
Ciclo Inicial de Alfabetização. Elas estão apresentadas no formato de fichas, para assegurar flexibilidade:

a) na distribuição do tempo destinado a cada grupo de atividades;
b) na seleção de atividades mais adequadas ao nível de sua turma;
c) na reprodução das atividades que serão aplicadas aos seus alunos.



Postado por: Professora Marcia Valeria

Atividades para volta às aulas - alfabetização






                                           Postado por: Professora Marcia Valeria

Calendário 2012 - Nº 5















Postado por: Professora Marcia Valeria

Calendário 2012 - Nº 3

Neste modelo são 2 calendários por folha














Postado por: Professora Marcia Valeria

Calendário 2012 - Nº 2




















Postado por: Professora Marcia Valeria

Calendário 2012 para Alfabetização.














Postado por: Professora Marcia Valeria




PESQUISE POSTAGENS NO SITE

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

Contadores

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

CANAL - Professora Marcia Valeria

Loading...

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Recent Visitors