LUMINOSO

PLAY- CLIQUE PARA OUVIR A WEB RÁDIO CONEXÃO,NET

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

PROFESSOR, AJUDE NOSSAS CRIANÇAS A FICAREM LONGE DESSA BASE NACIONAL COMUM

    Paulo Freire
    Educador
    Paulo Reglus Neves Freire foi um educador, pedagogista e filósofo brasileiro. É considerado um dos pensadores mais notáveis na história da Pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento chamado pedagogia crítica. Wikipédia
    Nascimento19 de setembro de 1921, Recife, Pernambuco
    Falecimento2 de maio de 1997, São Paulo, São Paulo

    Na política, integrou o Partido dos Trabalhadores, tendo sido Presidente da 1ª Diretoria Executiva da Fundação Wilson Pinheiro, fundação de apoio partidária instituída pelo PT em 1981 (antecessora da Fundação Perseu Abramo); além de Secretário de Educação da Prefeitura Municipal de São Paulo na gestão petista de Luiza Erundina (1989-1992)[6]
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_Freire

A nova Base Nacional Comum Curricular


Caco Tirapani é professor de História, escritor e crítico cultural. JANEIRO/2016

Paulo Freire - Patrono da Educação Brasileira (Olavo de Carvalho)

               Professor Olavo de Carvalho


COMUNISTA!
Nunca foi
 PROFESSOR
 OU 
PEDAGOGO 
era 
ADVOGADO 
Paulo Freire
Nome completoPaulo Reglus Neves Freire
Nascimento19 de setembro de 1921
Recife Pernambuco
Morte2 de maio de 1997 (75 anos)
São Paulo São Paulo
Nacionalidade brasileiro
OcupaçãoEducador
Escola/tradiçãoMarxista
Principais interesses
CADASTRE-SE
Neste espaço estamos recebendo os dados de todos os interessados em participar, seja de forma individual ou coletiva, da discussão pública da Base Nacional Comum Curricular.
É importante frisar que, paralelamente às discussões viabilizadas por este portal, teremos uma grande mobilização em cada estado e no Distrito Federal a partir da qual serão coletadas as participações das redes de ensino de acordo com a metodologia que está sendo discutida em cada lugar.
Também coletaremos a indicação dos representantes de cada organização ou instituição que quiser contribuir de forma coletiva na discussão da proposta.
Acessando a página CONTRIBUA você terá mais informações sobre esse processo bem como a forma de acessar o sistema de coleta das contribuições para a Base Nacional Comum Curricular.
http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/cadastro
http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/inicio



Por que o comunismo não morreu e está mais forte do que nunca  (Marxismo Cultural Parte I)

Enquanto você acha que o comunismo acabou, um complexo esquema de engenharia social está trabalhando sorrateiramente em prol da "revolução". Há décadas que esquerdistas estão mudando nossas mentes e definitivamente dominando a cultura ocidental. E o pior: você nem percebe isso.

Com uma voz serena e confiante, Padre Paulo Ricardo é o tipo de pessoa que consegue irradiar seu vasto conhecimento para além do restrito círculo da Igreja Católica. Grande conhecedor de política e filosofia, ministrou um excelente curso sobre marxismo cultural, que pode ser facilmente assistido, escutado, ou baixado em seu site oficial. O Padre prova, pela lógica dos fatos, que o comunismo não acabou, e que, muito pelo contrário, está cada vez mais forte. Me lembro assim, de algum momento longínquo de minha tediosa vida escolar, no qual o professor de história nos enganou. Nota zero para ele. Vamos aos fatos.

Pe Paulo Ricardo: Para que o espírito
e o ideal do comunismo se 
alastrassem no ocidente, era 
preciso promover uma aparente 
morte do modelo.
Primeiramente, Marx acreditava que o proletariado não tinha pátria, que por ser explorado em todos os cantos do globo, tinha laços em comum, e seus seguidores acreditavam fielmente nisso. Como diria no próprio Manifesto Comunista: "trabalhadores do mundo todo: uni-vos!". Porém, com a carnificina da Primeira Guerra Mundial, o marxismo enfrentou uma grande crise: como poderiam os próprios proletários de um país assassinarem proletários de outro país? O que deu errado? Quem os alienou?

Neste momento os marxistas da época começaram e entender que a revolução não poderia ser tomada somente através de armas, mas também pelos aspectos culturais: para que esta se concretizasse, o trabalhador não deveria mais ser alienado, e deveria compreender a sua situação de explorado. E foi nesse contexto que, logo após a guerra, surgiu a Escola de Frankfurt. Com o objetivo de estudar e combater a cultura ocidental, a Escola tinha como um de seus mais importantes nomes o filósofo Antonio Gramsci. 

Gramsci continuou o (des)trabalho de Marx, e chegou a seguinte conclusão: para que a cultura ocidental fosse destruída, e assim a revolução ocorresse, seria necessário combater a moral católica, a filosofia grega e o direito romano. Assim, a única maneira de fazer isso, evidentemente, era a infiltração no ambiente artístico e nos meios de comunicação em massa. E adivinhem: isso ocorreu durante todo o século XX. Aqui no Brasil,conforme ressalta Olavo de Carvalho, enquanto os militares se preocupavam exclusivamente com guerrilhas armadas, a esquerda encontrava o caminho livre para a dominação cultural.

Lembra que o professor de história disse que o comunismo acabou? É mentira!

O crítico literário Rodrigo Gurgel, através do Podcast Mises, afirma: "é impressionante como a maioria dos nomes representativos da cultura nacional são ou foram de esquerda". Na literatura temos Oswald de Andrade; Mário de Andrade; Rubem Braga; Jorge Amado e Graciliano Ramos. Na editoração, Civilização Brasileira e Paz e Terra. Dias Gomes, Mário Lago e Zé Celso no teatro. Na pintura, Portinari; Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral. Na música, Vinicius de Morais; Ataulfo Alves; Paulinho da Viola; Gonzaguinha e Tom Zé. No cinema, Arnaldo Jabur, Cacá Diegues e Nelson Pereira dos Santos. Na educação, Paulo Freire e Darcy Ribeiro. E no jornalismo, grande presença nos jornais e revistas de grande circulação, até mesmo na Folha e na Veja.

Enquanto o comunismo 
econômico de Marx deu 
errado - ainda bem, o
 marxismo cultural de
 Gramsci (foto) triunfa
 no mundo atual.

Seria de uma ingenuidade tremenda achar que esta dominação cultural foi por acaso. Enquanto os liberais e conservadores dormiam de touca, os esquerdistas quebravam a cabeça para propagar suas idéias nefastas através da cultura, e conseguiram. Não se engane: uma grandiosa e oculta engenharia social está sendo milimetricamente tramada desde os anos 20, a fim de enganar e ludibriar os trabalhadores. Infelizmente, a Escola de Frankfurt e as táticas gramscianas triunfaram: em um mar vermelho, blogs como o meu são agulhas no palheiro.

Leitor, entenda de uma vez por todas: não é derrubando um pedaço de concreto (Muro de Berlim) que você acaba com um sistema político. O triunfo do capitalismo não significa, de forma alguma, que o comunismo tenha sucumbido. Muito pelo contrário, a aparente morte do modelo - como sistema econômico, forneceu ainda mais abertura para o crescimento do marxismo cultural e para a  livre e aparente inofensiva propagação das idéias de esquerda.

Na Parte II, o Diário de um Ex Comunista explicará as táticas utilizadas pelas guerrilhas culturais para a tomada do poder. E você irá finalmente compreender por que entortamos para a esquerda e nem nos demos conta disso. Sobreviva até lá e verá!

fONTE:http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2013/09/por-que-o-comunismo-nao-morreu-e-esta.html

Fontes:
www.padrepauloricardo.org
http://www.mises.org.br
www.olavodecarvalho.org


Pr SILAS MALAFAIA ALERTA aos CRISTÃOS sobre GOVERNO COMUNISTA do PT24 05 2014 #ForaPT 2014


                                              Pr. Silas Malafaia



Pe. Rodrigo Maria Explica Porque os Evangelicos São Otários



                                        Pe. Rodrigo Maria




















PESQUISE POSTAGENS NO SITE

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

Contadores

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

CANAL - Professora Marcia Valeria

Loading...

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Recent Visitors