LUMINOSO

PLAY

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Músicas que marcaram nossa infância 2

Corujinha

Compositores: Vinicius de Moraes e Toquinho
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Corujinha, corujinha
Que peninha de você
Fica toda encolhidinha
Sempre olhando não sei que
O teu canto de repente
Faz a gente estremecer
Corujinha, pobrezinha
Todo mundo que te vê
Diz assim, ah! coitadinha
Que feinha que é você
Quando a noite vem chegando
Chega o teu amanhecer
E se o sol vem despontando
Vais voando te esconder
Hoje em dia andas vaidosa
Orgulhosa com quê
Toda noite tua carinha
Aparece na TV
Corujinha, corujinha
Que feinha que é você!

Criança

Compositores: Tatti - Sarah - Greyce
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Ela tem um jeitinho especial
Ela tem um brilho no olhar
É a luz que irradia tanto amor
É a paz que eu preciso pra sonhar
Ela tem um enorme coração
Ela tem no sorriso a esperança
Ela é a alegria de viver emoção
Ela é uma criança
Vem me abraçar, vem me beijar
Deixe eu dizer
O quanto eu quero agradecer
Vou me entregar, vou te amar
Deixe eu dizer
O quanto eu quero agradecer
Vou me entregar, vou te amar
Pra sempre em sua vida eu quero estar

Depende de Nós

Autor: Ivan Lins

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Depende de nós
Quem já foi ou ainda é criança
Que acredita ou tem esperança
Quem faz tudo pra um mundo melhor
Depende de nós
Que o circo esteja armado
Que o palhaço esteja engraçado
Que o riso esteja no ar
Sem que a gente precise sonhar
Que os ventos cantem nos galhos
Que as folhas bebam orvalhos
Que o sol descortine mais as manhãs
Depende de nós
Se este mundo ainda tem jeito
Apesar do que o homem tem feito
Se a vida sobeviverá

Criança é Vida

Compositor: Toquinho
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Brincando de carrinho
ou de bola de gude
Criança quer carinho
Criança quer saúde (coro)
Chutando uma bola
ou fazendo um amigo
Criança quer escola
Criança quer abrigo (coro)
Lendo um gibi
ou girando um bambolê
Criança quer sorrir
Criança quer crescer (coro)
A gente quer
A gente quer
A gente quer ser feliz (2x)
Criança é vida
E a gente não se cansa
de ser pra sempre uma criança
Na hora do cansaço
ou na hora da preguiça
Criança quer abraço
Criança quer justiça
Sério ou engraçado
no frio ou no calor
Criança quer cuidado
Criança quer amor
Em qualquer lugar criança quer o quê?
Criança quer sonhar
Criança quer viver
A gente quer
A gente quer
A gente quer ser feliz (2x)
Criança é vida
E a gente não se cansa
de ser pra sempre uma criança (2x)

Criança não Trabalha

Compositores: Arnaldo Antunes e Paulo Tati
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria, tambor, gritaria, jardim, confusão
Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar, pula cela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia, pirata, baleia, manteiga no pão
Giz, merthiolate, band-aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca, botão, pega-pega, papel, papelão
Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...
Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria, tambor, gritaria, jardim, confusão
Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar, pula cela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia, pirata, baleia, manteiga no pão
Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...
Giz, merthiolate, band-aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca, botão, pega-pega, papel, papelão
Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...
1, 2 feijão com arroz
3, 4 feijão no prato
5, 6 tudo outra vez...
Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria, tambor, gritaria, jardim, confusão
Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar, pula cela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia, pirata, baleia, manteiga no pão


Descobrimento do Brasil

Professorinhas - Paródia Ciranda Cirandinha
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Cantando essa cantiga
Vamos todos estudar
a História mais bonita que se pode
Imaginar
Falando desse jeito que será que já
Não viu
Que a história que falamos é a História
do Brasil
Quem é que não conhece
Pedro Alvares Cabral
Um valente Almirante que nasceu em
Portugal
Cabral com sua esquadra
Nossa terra descobriu
Ano de mil e quinhentos dia vinte e dois de abril

Desengonçada

Compositora: Bia Bedran

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

(refrão)
Vem dançar, vem requebrar
Vem fazer o corpo se mexer
Acordar
É a mão direita, mão direita, mão
Direita agora,
A mão direita, que eu acordar.
É a mão esquerda, a mão esquerda,
A mão esquerda agora
As duas juntas que eu vou acordar
(refrão)
É o ombro direito, é o ombro direito,
É o ombro que eu vou acordar.
É o ombro esquerdo, é o ombro
Esquerdo
Os dois juntos que eu vou acordar
(refrão)
É o cotovelo direito, é o cotovelo
Direito
É o cotovelo que eu vou acordar
É o cotovelo esquerdo, é o cotovelo
Esquerdo
Os dois juntos que eu vou acordar
(refrão)
É o braço direito, é o braço direito
É o braço que eu vou acordar
É o braço esquerdo, é o braço
Esquerdo
Os dois juntos que eu vou acordar
(refrão)
É o joelho direito, é o joelho direito
É o joelho que eu vou acordar
É o joelho esquerdo, é o joelho
Esquerdo,
Os dois juntos que eu vou acordar
(refrão)
É o pé direito, é o pé direito, é o
Pé direito agora
É o pé direito, que eu vou acordar
É o pé esquerdo, é o pé esquerdo
É o pé esquerdo agora
Os dois juntos que eu vou
Acordar
(refrão)
É a cabeça, os ombros, as mãos,
Cotovelos e braços
Que eu vou acordar
A cintura, a barriga, o bumbum,
Os joelhos
Tudo junto que eu vou acordar


Deveres e Direitos

Compositor: Toquinho
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Crianças: iguais são seus deveres e direitos.
Crianças: viver sem preconceito é bem melhor.
Crianças: a infância não demora, logo, logo vai passar,
Vamos todos juntos brincar.
Meninos e meninas,
Não olhem cor, religião nem raça.
Chamem quem não tem mamãe,
Que o papai tá lá no céu,
E os que dormem lá na praça.
Meninos e meninas,
Não olhem raça, religião nem cor.
Chamem os filhos do bombeiro,
Os dois gêmeos do padeiro
E o caçula do doutor.
(2x)
Crianças: a vida tem virtudes e defeitos.
Crianças: viver em harmonia é bem melhor.
Crianças: a infância não demora, logo, logo vai passar,
Vamos todos juntos brincar.
Meninos e meninas,
O futuro ninguém adivinha.
Chamem quem não tem ninguém,
Pois criança é também
O menino trombadinha.
Meninos e meninas,
Não olhem cor nem raça nem religião.
Bons amigos valem ouro,
A amizade é um tesouro
Guardado no coração.
(2x)


Dia do Índio - Na Tribo

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Na tribo ele vive
Contente e feliz
Caçando, pescando
Comendo raiz
E foi o primeiro
Habitante do Brasil
Salve o Dia do Índio
19 de Abril

Cidadão

Compositor: Lucio Barbosa Int. Zé Ramalho
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Tá vendo aquele edifício moço?
Ajudei a levantar
Foi um tempo de aflição
Eram quatro condução
Duas pra ir, duas pra voltar
Hoje depois dele pronto
Olho pra cima e fico tonto
Mas me chega um cidadão
E me diz desconfiado, tu tá aí admirado
Ou tá querendo roubar?
Meu domingo tá perdido
Vou pra casa entristecido
Dá vontade de beber
E pra aumentar o meu tédio
Eu nem posso olhar pro prédio
Que eu ajudei a fazer
Tá vendo aquele colégio moço?
Eu também trabalhei lá
Lá eu quase me arrebento
Pus a massa fiz cimento
Ajudei a rebocar
Minha filha inocente
Vem pra mim toda contente
Pai vou me matricular
Mas me diz um cidadão
Criança de pé no chão
Aqui não pode estudar
Esta dor doeu mais forte
Por que que eu deixei o norte
Eu me pus a me dizer
Lá a seca castigava mas o pouco que eu plantava
Tinha direito a comer
Tá vendo aquela igreja moço?
Onde o padre diz amém
Pus o sino e o badalo
Enchi minha mão de calo
Lá eu trabalhei também
Lá sim valeu a pena
Tem quermesse, tem novena
E o padre me deixa entrar
Foi lá que cristo me disse
Rapaz deixe de tolice
Não se deixe amedrontar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asas
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asas
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar

Ao Mestre com Carinho (Eliana)

Composição: (Biafra/Costa Netto)

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Cifra para violão (www.cifras.com.br)
Cifra para teclado (www.cifras.com.br)

Quero aprender sua lição que faz tão bem pra mim
agradecer de coração por você ser assim
Legal ter você aqui
um amigo em que eu posso acreditar
queria tanto te abraçar
Pra alcançar as estrelas
não vai ser fácil
mas eu te pedi
você me ensina como descobrir
qual é o melhor caminho

Foi com você que eu aprendi a repartir tesouros
Foi com você que eu aprendi a respeitar os outros
Legal ter você aqui
um amigo em que eu posso acreditar
queria tanto te abraçar
Pra mostrar pra você
que eu não esqueço mais essa lição
amigo eu ofereço essa canção
ao mestre com carinho {BIS}

Feito Borboleta

Autor: Fernando Guimarães

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Eu quero, quero
Um canto de paz
O canto da chuva
O canto do vento
A paz do índio
A paz do céu
A paz do arco-íris
A cara do Sol
O sorriso da Lua
Junto à natureza em comunhão
Eu tô voando feito um passarinho
Ziguezagueando feito borboleta
Tô me sentindo como um canarinho
Eu tô pensando em minha violeta
Êta, êta, êta, êta, êta
Êta, êta, êta, êta, êta
O som da cachoeira me levando
As águas desse rio me acalmando
O som da cachoeira me levando
As águas desse rio me acalmando

Gente tem Sobrenome

Compositor: Toquinho
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Todas as coisas têm nome
Casa, janela e jardim
Coisas não têm sobrenome
Mas a gente sim
Todas as flores têm nome
Rosa, camélia e jasmim
Flores não têm sobrenome
Mas a gente sim
O Chico é Buarque, Caetano é Veloso
O Ari foi Barroso também
E tem o São Jorge, tem o Jorge Amado
Tem outro que é o Jorge Ben
Quem tem apelido, Dedé, Zacarias
Mussum e a Fafá de Belém
Tem sempre um nome e depois do nome
Tem sobrenome também
Todo brinquedo tem nome
Bola, boneca e patim
Brinquedos não têm sobrenome
Mas a gente sim
Coisas gostosas têm nome
Bolo, mingau e pudim
Doces não têm sobrenome
Mas a gente sim
Renato é Aragão, o que faz confusão
Carlitos é o Charles Chaplin
E tem o Vinícius, que era de Moraes
E o Tom Brasileiro é Jobim
Quem tem apelido, Zico, Maguila
Xuxa, Pelé e He-man
Tem sempre um nome e depois do nome
Tem sobrenome também
(2X)

Herdeiros do Futuro

Compositor: Toquinho
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

A vida é uma grande
Amiga da gente
Nos dá tudo de graça
Prá viver
Sol e céu, luz e ar
Rios e fontes, terra e mar...
Somos os herdeiros do futuro
E pr'esse futuro ser feliz
Vamos ter que cuidar
Bem desse país
Vamos ter que cuidar
Bem desse país...
Será que no futuro
Haverá flores?
Será que os peixes
Vão estar no mar?
Será que os arco-íris
Terão cores?
E os passarinhos
Vão poder voar?...
Será que a terra
Vai seguir nos dando
O fruto, a folha
O caule e a raiz?
Será que a vida
Acaba encontrando
Um jeito bom
Da gente ser feliz?...
Vamos ter que cuidar
Bem desse país
Vamos ter que cuidar
Bem desse país...
Será que no futuro
Haverá flores?
Será que os peixes
Vão estar no mar?
Será que os arco-íris
Terão cores?
E os passarinhos
Vão poder voar?...
Será que a terra
Vai seguir nos dando
O fruto, a folha
O caule e a raiz?
Será que a vida
Acaba encontrando
Um jeito bom
Da gente ser feliz?...
Vamos ter que cuidar
Bem desse país
Vamos ter que cuidar
Bem desse país...

História do Descobrimento do Brasil 

Essa música eu aprendi na Escola Dr. Washington Luiz em Mogi das Cruzes - SP na década de 80,  boas  recordações. O que se aprende não se esqueçe, hoje eu canto para meus alunos.

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


O Almirante Portugues
Pedro Alvares Cabral
No ano de 1500 saiu de Portugal
Com treze barcos veleiros
Do Rio Tejo pro Mar
Para nas Indías distantes
Especiarias comprar
Mas Dom Manoel I
Rei Venturoso chamado
Aconselhou a Cabral
Mudar de rota um bocado
Para evitar calmarias
E para saber também
Se havia como diziam
Terras nas bandas do além
Navegaram vários dias
Viram um monte afinal
E por ser tempo de Pascoa
Chamaram Monte Pasqual
Assim numa quarta feira
Dia 22 de Abril
Foi descoberto afinal
O nosso amado Brasil

Hoje é Domingo - Parlenda

Compositores: Palavra Cantada
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Hoje é domingo
Pé de cachimbo
O cachimbo é de barro
Bate no jarro
O jarro é fino
Bate no sino
O sino é de ouro
Bate no Touro
O Touro
é valente
Bate na gente
A gente é fraco
Cai no buraco
O buraco é fundo
Acabou-se o mundo

Hoje é seu Aniversário

Autores: Leandro e Leonardo

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Você está fazendo aniversário
E todos querem muito te abraçar
Que seja mais um dia lindo
E um anjo venha te iluminar
A primavera hoje em sua vida
Colheu no seu jardim mais uma flor
E Deus vai te mandar como presente
Felicidade e muito amor
Parabéns a você, nesta data querida
Muitas felicidades, muitos anos de vida

Imaginem

Compositor: Toquinho


Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Imaginem todos vocês
Se o mundo inteiro vivesse em paz.
A natureza talvez
Não fosse destruída jamais.
Russo, cowboy e chinês
Num só país sem fronteiras.
Armas de fogo, seria tão bom,
Se fossem feitas de isopor.
E aqueles mísseis de mil megatons
Fossem bombons de licor.
(2x)
Flores colorindo a terra
Toda verdejante, sem guerra.
Nem um seria tão rico,
Nem outro tão pobrinho:
Todos num caminho só.
E os rios e mares limpinhos,
Com peixes, baleias, golfinhos.
Faríamos as usinas e as bombas nucleares
Virarem pão-de-ló.
Imaginem todos vocês
Um mundo bom que um beatle sonhou.
Peçam a quem fala Inglês
Versão da canção que John Lenon cantou.
Russo, cowboy e chinês
Num só país sem fronteiras.
Armas de fogo, seria tão bom,
Se fossem feitas de isopor.
E aqueles mísseis de mil megatons
Fossem bombons de licor.
Imaginem todos vocês
Se o mundo inteiro vivesse em paz.
A natureza talvez
Não fosse destruída jamais.
Russo, cowboy e chinês
Num só país sem fronteiras.
Armas de fogo, seria tão bom,
Se fossem feitas de isopor.
E aqueles mísseis de mil megatons
Fossem bombons de licor.

Meu Limão, Meu Limoeiro

(Carlos Imperial & José Carlos Burle)

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Meu limão, meu limoeiro,
Meu pé de jacarandá
Uma vez esquindô lelê
Outra vez esquindô lalá

O Circo

Compositor: Sidney Miller
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Vai, vai, vai começar a brincadeira
Tem charanga tocando a noite inteira
Vem, vem, vem ver o circo de verdade
Tem, tem, tem picadeiro de qualidade
Corre, corre, minha gente que é preciso ser esperto
Quem quiser que vá na frente, vê melhor quem vê de perto
Mas no meio da folia, noite alta, céu aberto
Sopra o vento que protesta, cai no teto, rompe a lona
Pra que a lua de carona também possa ver a festa
Bem me lembro o trapezista que mortal era seu salto
Balançando lá no alto parecia de brinquedo
Mas fazia tanto medo que o Zezinho do Trombone
De renome consagrado esquecia o próprio nome
E abraçava o microfone pra tocar o seu dobrado
Faço versos pro palhaço que na vida já foi tudo
Foi soldado, carpinteiro, seresteiro e vagabundo
Sem juízo e sem juízo fez feliz a todo mundo
Mas no fundo não sabia que em seu rosto coloria
Todo encanto do sorriso que seu povo não sorria
De chicote e cara feia domador fica mais forte
Meia volta, volta e meia, meia vida, meia morte
Terminando seu batente de repente a fera some
Domador que era valente noutras feras se consome
Seu amor indiferente, sua vida e sua fome
Fala o fole da sanfona, fala a flauta pequenina
Que o melhor vai vir agora que desponta a bailarina
Que o seu corpo é de senhora, que seu rosto é de menina
Quem chorava já não chora, quem cantava desafina
Porque a dança só termina quando a noite for embora
Vai, vai, vai terminar a brincadeira
Que a charanga tocou a noite inteira
Morre o circo, renasce na lembrança
Foi-se embora e eu ainda era criança

Reggae do Cascão

Turma da Mônica
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Esse é o Reggae, esse é o Reggae
É o Reggae do Cascão (2 X)
Esse é o Reggae, esse é o Reggae
Não tem água nem sabão
Se eu for a praia,
Eu só fico na areia
Pra mim não tem brincadeira
Nesse mar não vou entrar
Não precisa me chamar na cachoeira
Nem pular no riozinho
Porque eu não sei nadar
Esse é o Reggae, esse é o Reggae... (2 X)
Só de ver água
Eu fico todo arrepiado
Com os olhos arregalados
Com medo de me molhar
Quando eu crescer, vou me mudar lá pro deserto
Porque não tem água perto
E é um bom lugar pra se morar
Esse é o Reggae, esse é o Reggae...

Rotina da Pré-Escola

Eliana

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Bom dia aos amiguinhos:
Ao chegar na minha escola
Cumprimento toda gente
É bom começar o dia animado e contente
Digo alô aos amiguinhos
E bom-dia à professora
Não esqueço do sorriso
Para a nossa diretora
--------------------------------------
Todo mundo chegou:
Todo mundo chegou
Nesta linda escolinha
Todo mundo sentou
Na sua cadeirinha
Os bracinhos estão bem cruzados
O meu corpo está bem retinho
A boquinha bem fechadinha
Bem abertos estão meus olhinhos
-----------------------------------
É hora de lanchar:
É hora de lanchar
É hora de alegria
É só acompanhar
O que diz a melodia
Vamos comer nhá, nhá,
nhá, nhá, nhá
Vamos beber glu, glu,
glu, glu, glu
Vamos bater palmas plá,
plá, plá, plá
Vamos bater o pé, pé, pé,
pé, pé
-----------------------------------
Vou voltar pra minha casa:
Vou voltar pra minha casa
Tão querida para mim
Boa tarde para todos
Viva, viva o meu jardim.
---------------------------------
Meu prezinho:
Na hora da saída
Vou pra casa sem demora
Mamãe está esperando
Eu preciso ir embora
Oh! meu prezinho
Meu segundo lar
Para todos adeusinho
Amanhã eu vou voltar

Tiradentes

Professorinhas - Paródia Carneirinho, Carneirão
Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)

Joaquim José da Silva Xavier
O Tiradentes é "Orgulho Nacional"
O primeiro a querer nos libertar
Do domínio de Portugal
Para a nossa liberdade conquistar
Alguns amigos Tiradentes reuniu
Quando a Inconfidencia ia começar
Houve um que a todos traiu
Foi por isso que em vinte e um de abril
De mil e setecentos e noventa e dois
Tiradentes toda a culpa assumiu
E na forca morreu depois

Todo dia era dia de índio

Compositores: Baby do Brasil e Pepeu Gomes Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Curumim chama cunhata que eu vou contar
Cunhata chama curumim que eu vou contar
Curumimmm, Cunhataaaa
Cunhataaaaa, Curumimmm
Antes que os homens aqui pisassem nas ricas e ferteis
terraes brasilis
Que eram povoadas e amadas por milhoes de Indios
Reais donos felizes da terra do pau Brazil
Pois todo dia e toda hora era dia de indio
Mas agora eles tem so um dia
Um dia dezenove de abril
Amantes da pureza e da natureza
Eles sao de verdade incapazes
De maltratarem as femeas
Ou de poluir o rio, o céu e o mar
Protegendo o equilibrio ecologico
Da terra, fauna e flora pois na sua historia
O indio é exemplo mais puro
Mais perfeito mais belo
Junto da harmonia da fraternidade
E da alegria, da alegria de viver
Da alegria de amar
Mas no entanto agora
O seu canto de guerra
É um choro de uma raça inocente
Que já foi muito contente
Pois antigamente
Todo dia era dia de indio

Vamos Aprender a Contar

Domínio Público

Ouvir (arquivo mid)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Vamos aprender a contar
A contar, contar e comer
Preste muita atenção
É que vai acontecer
Um, dois, feijão com arroz
Três, quatro, raspei o prato
Cinco, seis, bolo inglês
Sete, oito, comer biscoito
Nove, dez, quem quer pastéis
Ficou mais fácil contar até dez!
Vamos aprender a contar
A contar, contar e comer
Prestem muita atenção
É que vai acontecer
Um, dois, feijão com arroz
Três, quatro, raspei o prato
Cinco, seis, bolo inglês
Sete, oito, comer biscoito
Nove, dez, quem quer pastéis
Ficou mais fácil contar até dez!

Bate o Sino

Ouvir (arquivo wav - Simone)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Bate o sino pequenino
Sino de Belém
Já nasceu Deus menino
Para o nosso bem
Paz na Terra, pede o sino
Alegre a cantar
Abençoe Deus menino
Este nosso lar
Hoje a noite é bela
Vamos à capela
Sob a luz da vela
Felizes a rezar
Ao soar o sino
Sino pequenino
Vai o Deus menino
Nos abençoar
Bate o sino pequenino
Sino de Belém
Já nasceu Deus menino
Para o nosso bem
Paz na Terra, pede o sino
Alegre a cantar
Abençoe Deus menino
Esse nosso lar

Então é Natal

De: John Lennon / Yoko Ono
Versão: Claudio Rabello

Ouvir (arquivo wav - Simone)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)


Então é Natal
E o que você Fez?
O ano termina
E nasce outra vez

Então é Natal
A festa cristã
Do velho e do novo
Do amor como um todo

Então, bom Natal
E um Ano Novo também
Que seja feliz quem
Souber o que é o bem

E então é Natal
Pro enfermo e pro são
Pro rico e pro pobre
Num só coração

Então, bom Natal
Pro branco e pro negro
Amarelo e vermelho
Pra paz, afinal
Então, bom Natal
E um Ano Novo também
Que seja feliz quem
Souber o que é o bem

Então é Natal
E o que a gente fez?
O ano termina
E começa outra vez

Então é Natal
A festa cristã
Do velho e do novo
Do amor como um todo
Então, bom Natal
E um Ano Novo também
Que seja feliz quem
Souber o que é o bem

Hare rama a quem ama
Hare rama já!

Hiroshima...
Nagasaki...
Mururoa...

Jingle Bells

Lá, lá , lá, lá....
Hoje a noite é bela
Juntos eu e ela
Vamos a capela
Felizes a rezar.
Ao soar o sino
Sino pequenino
Vem o Deus-Menino
Nos abençoar.
Bate o sino
Pequenino
Sino de Belém
Já nasceu o Deus-Menino
Para o nosso bem.
Paz na terra
Pede o sino
Alegre a cantar.
Abençoe o Deus-Menino
Este é o nosso lar.


Noite Feliz

Ouvir (arquivo wav - Simone)
* É necessário possuir um programa para escutar arquivos de mídia (ex.: Windows Media Player)
Noite feliz
Noite feliz
Oh, Senhor
Deus de amor
Pobrezinho, nasceu em Belém
Eis na lapa Jesus, nosso bem
Dorme em paz
Oh, Jesus
Dorme em paz
Oh, Jesus
Noite feliz
Noite feliz
Oh, Jesus
Deus da luz
Quão afável é teu coração
Que quiseste nascer
Nosso irmão
E a nós todos salvar
E a nós todos salvar
Noite Feliz
Noite Feliz
Eis que no ar vem cantar
Aos pastores
Seus anjos no céu
Anunciando a chegada de Deus
De Jesus Salvador

O Homem de Nazareth

Ei! está chegando o ano dois mil.
Tanto tempo faz que ele morreu
O mundo se modificou, mas ninguém jamais o esqueceu
E eu sou ligado no que ele falou
Sou parado no que ele deixou
O mundo só será feliz, se a gente cultivar o amor
Ei, irmão, vamos seguir com fé, tudo o que ensinou
O Homem de Nazareth
Reis e rainhas que este mundo viu
Todo povo sempre dirigiu
Caminhando em busca de uma luz, sob o símbolo de sua cruz
Ele era o rei mas foi humilde o tempo inteiro
Ele foi filho de carpinteiro e nasceu em uma manjedoura
Não saiu jamais muito longe de sua cidade
Não cursou nenhuma faculdade, mas na vida Ele foi doutor
Ele modificou o mundo inteiro (3x)
Ele revolucionou o mundo inteiro
Ei irmão, vamos seguir com fé, tudo o que ensinou
O Homem de Nazareth.
Ei irmão, vamos seguir com fé, tudo o que ensinou
O Homem de Nazareth
Ei, irmão!!!! (bis)

Fonte: http://www.1papacaio.com.br/modules.php?name=Sections&op=viewarticle&artid=281
Organizado por: Professora Marcia Valeria

Complete os Nomes - Forme Novas Palavras

nomes animais2.gif

nomes animais3.gif

nomes animais4.gif
silabas1.gif


silabas10.gif

silabas2.gif





silabas3.gif


silabas4.gif


silabas5.gif


silabas6.gif


silabas7.gif


silabas8.gif


silabas9.gif


Fonte: http://www.1papacaio.com.br/modules.php?op=modload&name=Sala_aula&file=index&do=showpic&pid=284&orderby=titleA
Organizado por: Professora Marcia Valeria

Atividades Diversas Português

ache1.gif

ache2.gif


ache3.gif


complete letras pooh.gif


alfabeto numeros.gif

escreva numeros.gif

 


Fonte: http://www.1papacaio.com.br/modules.php?op=modload&name=Sala_aula&file=index&do=showpic&pid=284&orderby=titleA
Organizado por: Professora Marcia Valeria

Adaptadores Especiais para Material Escolar

Estou postando aqui algumas dicas fáceis para você adaptar o material escolar para seus alunos especiais, quase todas usando sucata!

Vejam só este adaptador de lápis feito com arame maleável, encontrado em lojas de material de construção.
Tesoura adaptada com arame revestido exige o movimento de fechar a mão.
Podemos confeccionar engrossadores de lápis, pincéis, giz de cera, rolo para pintura e tubo de cola colorida, utilizando espuma de piscina, EVA grosso ou várias camadas de EVA fino.
Durante a escrita ou desenho é comum quebrar a ponta do lápis. Suporte para apontador em madeira, para facilitar na hora de apontar o lápis.
Mais um engrossador de Lápis, feito com bombinha de sugar leite materno, encontrada em farmácias.
Beijinhos!


Créditos: Terapia Ocupacional
http://pragentemiuda.blogspot.com
Organizado por:Professora Marcia Valeria

https://www.elo7.com.br/meuquartinhoateliemv/loja

Comprar este produto

Café Marita

Café Marita
Emagreça com Saúde - CLIQUE AQUI

Contadores

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

PESQUISE POSTAGENS NO SITE

PARTICIPE!

Clique em PARTICIPAR deste site. OBRIGADA e Volte sempre!

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

INSTITUTO NACIONAL EDUCAÇÃO DE SURDOS

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Google+ Followers

Recent Visitors