LUMINOSO

PLAY- CLIQUE PARA OUVIR A WEB RÁDIO CONEXÃO,NET

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Palavra do Dia...

Excelente dia Povo de Deus, em nome de Jesus.


Paz...Fé...Amor! εïзMarciaValeriaεïз




quarta-feira, 28 de maio de 2014

Taxa de inscrição do Enem deve ser paga até esta quarta-feira

28/05/2014 06h00 - Atualizado em 28/05/2014 06h00

Quem não fizer o pagamento de R$ 35 vai perder a inscrição. 

Provas serão nos dias 8 e 9 de novembro.

Do G1, em São Paulo
Quem se inscreveu para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não tem direito a isenção da taxa de inscrição, tem até esta quarta-feira (28) para fazer o pagamento do boleto bancário de R$ 35, caso ainda não tenha realizado. Quem não efetuar o pagamento terá a inscrição cancelada.
Ficam isentos da cobrança todos os alunos de escola pública ou que comprovarem renda familiar mensal por pessoa inferior a 1,5 salário mínimo (R$ 1.086).
O ministro da Educação, Henrique Paim, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares, anunciaram neste sábado (24), em Brasília, que 9.519.827 pessoas se inscreveram para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014.
De acordo com os dados divulgados, houve um aumento de 21,8% no número de inscritos em relação à edição de 2013, quando 7.834.017 se inscreveram. Em 2012, foram 6.495.446 inscritos e em 2011 haviam sido 6.221.697.
Só depois do fim do prazo para o pagamento da taxa é que o Inep deve divulgar o número final de pessoas inscritas e aptas a fazer a prova, que este ano será realizada nos dias 8 e 9 de novembro.
Número de inscrições por estado
UF
Inscritos
CENTRO-OESTE
857.195
Distrito Federal
185.039
Goiás
296.911
Mato Grosso do Sul
175.829
Mato Grosso
199.416
NORDESTE
3.062.161
Alagoas
159.489
Bahia
707.835
Ceará
596.568
Maranhão
324.335
Paraíba
244.966
Pernambuco
467.653
Piauí
206.658
Rio Grande do Norte
221.082
Sergipe
133.575
NORTE
1.033.109
Acre
73.112
Amazonas
205.995
Amapá
68.698
Pará
464.469
Rondônia
115.324
Roraima
30.109
Tocantins
75.402
SUDESTE
3.407.684
Espírito Santo
182.333
Minas Gerais
1.057.521
Rio de Janeiro
691.789
São Paulo
1.476.041
SUL
1.159.678
Paraná
453.333
Rio Grande do Sul
521.132
Santa Catarina
185.213
Em 2013, 7,8 milhões de alunos fizeram a inscrição, mas, como muitos não pagaram a taxa, no final 7,1 milhões de candidatos puderam prestar o exame. Nos dias do Enem, compareceram efetivamente mais de 5 milhões de estudantes.
O ministro Henrique Paim informou que, em média, 60% dos inscritos são isentos do pagamento, mas que os demais devem fazer o pagamento até, no máximo, quarta-feira (28). O pagamento pode ser feito também pela internet ou caixa eletrônico.
O exame deverá ser usado pelas 115 universidades e institutos federais para acesso a cursos de graduação. Os candidatos podem tirar dúvidas sobre a inscrição em um passo a passo no site enem.inep.gov.br.
O ministro da educação, Henrique Paim, disse no sábado que, a partir deste exame, algumas universidades, como a Universidade Federal de Goiás, ampliaram as vagas por meio do sistema de seleção unificado. Conforme o ministro, termina em agosto o prazo para novas instituições se cadastrarem.
Realização das provas
Assim como nos anos anteriores, o Enem ocorrerá em dois dias seguidos. No sábado, dia 8, os participantes farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza, das 13h às 17h30 (horário de Brasília). No domingo, dia 9, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Nessa data, o tempo do exame será mais longo, entre as 13h e as 18h30 (horário de Brasília).
Segundo o MEC, serão impressas 18,3 milhões de provas (incluindo normal, ampliada, ledor e braile – estas três últimas, para quem tem diferentes graus de deficiência visual) em 1.699 municípios do país. Este ano, 785 mil funcionários vão ajudar na realização do Enem, entre coordenadores de locais de aplicação, assistentes de coordenação, chefes de sala, fiscais e apoio. Em todo o Brasil, haverá 16,6 mil locais de exame.
Detectores de metal
No dia 8 de maio, o MEC anunciou que nesta edição serão aperfeiçoados os procedimentos de segurança contra fraude na aplicação do exame. Os fiscais estão autorizados a usar detectores de metais portáteis para comprovar que candidatos não estão usando equipamentos eletrônicos durante a realização do Enem.
O detector poderá ser utilizado em qualquer estudante inscrito, a não ser que a pessoa apresente uma justificativa para que não possa passar por esse tipo de monitoramento. O aparelho também poderá comprovar o uso indevido de celulares para postar fotos do exame nas redes sociais – infração que acabou eliminando dezenas de jovens nas últimas duas edições.
Segundo o MEC, este ano o edital foi traduzido para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), e o site do Enem terá uma versão do edital incorporada a um sistema de computação acessível a cegos, chamado Dosvox.
CRONOGRAMA DO ENEM 2014
28 de maio: último dia para pagar a taxa de R$ 35
PROVAS

8 de novembro (das 13h às 17h30, horário de Brasília): 
provas de ciências humanas e ciências da natureza

9 de novembro (das 13h às 18h30, horário de Brasília): provas de linguagens
e códigos, matemática e redação
Sabatistas
Nesta edição, os alunos sabatistas (que guardam o sábado por motivos religiosos) poderão fazer a prova de 8 de novembro às 19h (horário de Brasília) desse dia, exceto nos estados do Acre, Amazonas, de Roraima e Rondônia. Nesses quatro estados, os candidatos sabatistas poderão realizar o primeiro dia de provas às 19h de sua hora local, em função do horário de verão.
Correção da redação
Segundo o ministério, os atuais filtros de correção da redação do Enem serão mantidos e ampliados. De acordo com ele, o MEC tem investido no aprimoramento dos itens de correção e na capacitação dos corretores. O presidente do Inep, Francisco Soares, também disse a jornalistas que cada prova será avaliada por dois corretores.
Combatendo a abstenção
Segundo informou o MEC, os candidatos que não compareceram às provas do ano passado e se inscreverem novamente em 2014 receberão uma mensagem do governo alertando sobre o problema de faltar ao Enem mais uma vez.
De acordo com os dados levantados pelo governo, a maioria dos ausentes no exame são pessoas que não precisam pagar a taxa de inscrição – como treineiros, que ainda não terminaram o ensino médio, e adultos que já acabaram o terceiro ano e trabalham.
Em 2013, o governo estima que cerca de 30% dos candidatos inscritos no Enem não chegaram a fazer os dois dias de prova. O prejuízo com os ausentes, no ano passado, foi de R$ 58 milhões, calcula o MEC.
fonte: http://g1.globo.com/educacao/enem/2014/noticia/2014/05/taxa-de-inscricao-do-enem-deve-ser-paga-ate-esta-quarta-feira.html

Palavra do Dia...

E o Deus de paz seja com todos vós. Amém. Romanos 15:33

Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.
Khalil Gibran -

Bom dia Povo de Deus, em nome de Jesus.
Paz...Fé...Amor!   εïзMarciaValeriaεïз



terça-feira, 27 de maio de 2014

Cientistas descobrem por que crianças ignoram seu redor.


Segundo eles, comportamento está associado ao desenvolvimento do cérebro e seria decorrente de 'cegueira não intencional'.

Da BBC
Não há pai quem não tenha, ao menos uma vez na vida, sido ignorado por uma criança, que prefere continuar assistindo à TV, jogando videogame ou brincando com o celular a acatar as ordens recebidas.
Porém, esse comportamento, capaz de tirar qualquer um do sério, pode não ser proposital, mas estar relacionado à forma como os cérebros dos pequenos se desenvolvem.
É o que sugere uma série de pesquisas realizada por cientistas britânicos, para quem as crianças não ignoram solenemente os adultos, mas sofrem do que eles chamam de "cegueira não intencional".
Segundo pesquisadores, noção de percepção periférica nas crianças é menos desenvolvida do que nos adultos (Foto: BBC)Segundo pesquisadores, noção de percepção periférica nas crianças é menos desenvolvida do que nos adultos (Foto: BBC)
A cegueira, nesse caso, seria uma falta de percepção, especialmente quando algo foge do foco imediato de atenção delas.
Segundo a professora Nilli Lavie, do Instituto de Neurociência Cognitiva da Universidade College London, no Reino Unido, as crianças têm menor noção periférica do que os adultos.
"Pais e professores devem entender que até quando focam em coisas simples, as crianças têm menor percepção do que está ao redor delas, em comparação com os adultos".
"Uma criança tentando fechar o zíper do casaco enquanto cruza a rua, por exemplo, pode não ser capaz de prestar atenção no tráfego de automóveis, enquanto um adulto com plenas faculdades mentais não teria problema nenhum em exercer esses dois movimentos simultaneamente", acrescenta Lavie.
"Em resumo, a capacidade de percepção do que está fora do foco de atenção se desenvolve com a idade. Dessa forma, crianças menores têm maior risco de sofrer o que chamamos de 'cegueira não intencional'", conclui a cientista.
Experimento
A constatação de Lavie é baseada em um experimento que ela conduziu recentemente para testar os níveis de "cegueira não intencional" em crianças e adultos.

Lavie pediu a mais de 200 visitantes do Museu de Ciência de Londres para escolher a linha mais longa de uma tela com sete exemplos diferentes.
Em uma das telas, um quadrado preto piscava e, em seguida, participantes tinham de responder se viram a figura.
Enquanto 90% dos adultos foram capazes de perceber a presença do quadrado durante praticamente todo o tempo, menos de 10% das crianças abaixo de 10 anos detectaram o objeto.
Já crianças de 11 a 14 anos demonstraram uma maior capacidade de percepção, enquanto essa aptidão diminuía à medida que a dificuldade da tarefa aumentava.
Essa descoberta surpreendeu Lavie.
"Nas crianças, o córtex visual primário não respondia ao objeto presente na tela e isso parece se desenvolver com a idade, até os 14 anos e depois disso também. Mas eu não esperava que crianças mais velhas também sofressem de 'cegueira não intencional'. Seria interessante ver até que ponto esse comportamento se desenvolve".
Pesquisas anteriores em cérebros de adultos sugerem que o córtex visual primário é a parte do cérebro responsável pela percepção dos objetos. Pacientes que sofreram algum tipo de dano nessa região tendem a experimentar menor noção periférica.
Há, também, implicações óbvias do desenvolvimento tardio desse comportamento. Digitar no celular ao cruzar uma rua, por exemplo, se torna muito mais perigoso se tal percepção não estiver totalmente desenvolvida, por exemplo.
Vantagens
Mas há um lado positivo na cegueira não intencional.

Quem quer ser distraído por tudo e por todos? Certamente a falta de consciência periférica significa que podemos reter nosso foco e concentrar.
Psicólogos argumentam que todos temos uma capacidade limitada de atenção até certo nível, e quando executamos tarefas árduas, ignorar o que está à nossa volta é fundamental.
Para Richard Wiseman, professor de psicologia da Universidade de Hertfordshire, o processamento da visualização humana "é enormemente complicado".
"Grandes partes do cérebro são dedicadas a essa função. É muito difícil, então não queremos processar o que não é importante".
"É por essa razão que precisamos da cegueira não intencional. Do contrário, não seríamos capazes de focar numa determinada tarefa", diz ele.
Uma vez que o cérebro cria a ilusão de que está constantemente monitorando tudo, alega o pesquisador, normalmente nos surpreendemos quando não percebemos algo que beira o óbvio.
Para comprovar sua teoria, Wiseman deu nova roupagem a um teste famoso de atenção seletiva, criado pelo cientista Daniel Simons, para demonstrar quão facilmente deixamos de notar a presença de um gorila em um vídeo.
Enquanto assistiam ao vídeo, os pesquisadores pediam que as pessoas se concentrassem em outras coisas, como, por exemplo, quantas vezes uma bola era passada entre pessoas jogando basquete.
Em outro experimento, Wiseman pediu às pessoas que se concentrassem em um truque de cartas. Durante o truque, alguns itens ao fundo mudavam de cor, mas poucos perceberam a mudança uma vez que estavam focados nas cartas.
Segundo o especialista, pessoas criativas tendem a ter um desempenho melhor nesse tipo de teste, enquanto indivíduos ansiosos ou muito preocupados com a tarefa tendem a notar menos o que foge do seu centro de atenção.
Wiseman acredita que há muitas ocasiões na vida em que não percebemos 'o óbvio' porque estamos totalmente focados em outros problemas.
Um exemplo ocorre quando motoristas acabam atropelando pedestres porque estavam prestando atenção em outra coisa, ou pilotos de avião que relatam não ter percebido as luzes de emergência na cabine porque estavam ocupados com outros assuntos.
"Um adulto está constantemente aprendendo a julgar o que é ou não é importante, então estamos mais propensos a cometer esses deslizes", resume Wiseman.
Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/05/cientistas-descobrem-por-que-criancas-ignoram-seu-redor.html

PESQUISE POSTAGENS NO SITE

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

Contadores

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

CANAL - Professora Marcia Valeria

Loading...

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Recent Visitors