LUMINOSO

PLAY

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

" QUANDO AS CRIANÇAS QUEREM FALAR DE SEXO " - ACORDA FAMÍLIA, IGREJA... DEPOIS DO ESTRAGO PRONTO, NÃO TERÁ VOLTA!

Dados ProfePessoais


NOME COMPLETOLILIANE DOS GUIMARAES ALVIM NUNES ARAUJO
DATA DE NASCIMENTO10/10/1974
E-MAILlilidosgui@uol.com.br
FORMAÇÃOPsicologia
INSTITUIÇÃOUniversidade Federal de Uberlândia
Professora Marcia Valeria: Como pode? Formação PSICOLOGIA!!! Vamos denunciá-la Ao Conselho de Psicologia, ela é um perigo para a sociedade. É isto que as UNIVERSIDADES estão "formando"!
ELA MERECE DE RECOMPENSA: MINHA CELA MINHA VIDA! 

AS CRIANÇAS QUEREM FALAR DE SEXO


18/11/2009

es)
 LILIANE DOS GUIMARAES ALVIM NUNES ARAUJO
imagem do usuário
UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

DENISE SILVA ROCHA; FÁTIMA REZENDE NAVES DIAS; GLÁUCIA COSTA ABDALA DINIZ;LUCIANNA RIBEIRO DE LIMA; MARTA REGINA ALVES PEREIRA
Estrutura Curricular
MODALIDADE / NÍVEL DE ENSINOCOMPONENTE CURRICULARTEMA
Ensino Fundamental InicialÉticaRespeito mútuo
Ensino Fundamental InicialÉticaDiálogo
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
a) Expressar suas dúvidas sobre sexualidade, sem receio de ser discriminado, julgado, criticado.
b) Reconhecer emoções e sensações envolvidas na sexualidade.
c) Refletir sobre a necessidade de respeitar o seu próprio corpo e tudo que envolve a sua sexualidade, bem como a de seus colegas.
Duração das atividades
1 aula de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Não há necessidade de se trabalhar conhecimentos prévios.
Estratégias e recursos da aula
Comentário ao professor:
Professor/a, acreditamos que a sexualidade deva ser encarada como algo inerente à saúde e à vida e, por esse motivo, deve ser respeitada e cuidada. Tendo em vista que o tema ainda é carregado de tabus e preconceitos, muitas famílias não o abordam junto a seus/suas filhos/as, deixando a cargo da escola a função de promover a educação sexual dos mesmos. As crianças expostas a uma erotização exagerada e à vulgarização da sexualidade vêm manifestando comportamentos sexuais cada vez mais precocemente, o que reforça a necessidade de receberem orientação adequada para esclarecer suas dúvidas e, no futuro, exercer sua sexualidade de forma responsável e feliz. Essa aula tem o intuito de auxiliar as crianças a expressar suas curiosidades em torno do tema, para que possam receber as informações corretas e coerentes para sua faixa etária. Nesse sentido, antes de abordar o assunto, é importante que você estabeleça um contrato de confiança com as crianças e procure adotar posturas que não recriminem ou julguem suas manifestações. As estratégias presentes nessa aula são indicadas para crianças com faixa etária a partir de 7 ou 8 anos. Você poderá ainda utilizar as aulas intituladas “SEXUALIDADE: DE ONDE VIEMOS?” e/ou “COMO O BEBÊ VAI PARAR NA BARRIGA DA MAMÃE” para iniciar ou complementar essa aula.
Atividade 1: (1º aula de 50 minutos)
1º Momento: Convide os alunos para se sentarem em roda e ouvir uma história diferente, de um menino muito curioso e “futriqueiro” que, de tanto perguntar e futricar, ganhou o apelido de João Futrica. Indague com os alunos se conhecem o significado do termo futrica ou futriqueiro, propondo uma breve “chuva de idéias”; auxilie no esclarecimento do termo, apresentando o significado presente no dicionário e outros exemplos de aplicação da expressão.
(Dica ao/a professor/a: Professor/a, você poderá preparar a apresentação da história com slides em power point. Pode ainda imprimir as gravuras para ilustrar sua fala à medida que for contando a história às crianças. Ou se preferir, poderá contar a história por meio de fantoches. Todos esses recursos certamente despertarão maior interesse nos pequenos.)

História : “Curiosidade é uma coceira - A história de João Futrica...” de autoria de Liliane dos Guimarães Alvim Nunes e Denise Silva Rocha (ainda não publicada)
Curiosidade é uma coceira - A história de João Futrica...
João Futrica era um menino muito curioso, tão curioso, mas tão curioso que queria saber por que tem gente que quer sempre saber por quê. A curiosidade era tanta que João Futrica sentia até coceira em todo o corpinho quando queria descobrir alguma coisa. Conversava com a mamãe e perguntava: - Mamãe, por que a gente dorme? Mamãe, como que a gente aprende a andar? Mamãe, de onde eu vim? E a mãe respondia, respondia, mas, João Futrica nunca cansava. A mamãe sempre dizia: - Êta menino curioso! Que montão de perguntas você me faz! Quando encontrava o pai, então, ele se coçava de tanta curiosidade: Papai, como eu nasci? Ô pai, por que a gente faz cocô? Papai, por que a gente tem pipiu e a mamãe perereca? E o papai até tentava responder, mas, não adiantava porque as perguntas não acabavam... João Futrica descobriu muitas coisas através dessa sua curiosidade que coçava e o inquietava tanto. Aprendeu que a gente dorme porque fica cansado durante o dia, que a gente anda porque cresceu e ficou com a coluna forte, que a gente faz cocô porque não tem lugar no nosso corpinho pra guardar tudo o que nós comemos. Aprendeu também que a gente nasce da barriga da mamãe e que meninos são diferentes de meninas (...). Chegando à escola, continuou com aquela coceirinha, aquela coceirinha de CU-RI-O-SI-DA-DE. Pensou, pen sou, pensou: pra que m eu posso perguntar esse t antão de coisas que quero saber? E achou que poderia, ao invés de perguntar, inventar uma brincadeira, só entre crianças. Então lá foi ele... fu tricar e inventar.... inventar e futricar.... Vocês sabem, né, que existe um monte de brincadeiras conhecidas: pula elástico, barra manteiga, pula corda, boneca, carrinho, futebol? Mas existe também um outro monte de brincadeiras dentro da cabecinha de cada pessoa; é só parar e pensar que cada um consegue inventar uma brincadeira diferente! E não é que o João Futrica inventou umas brincadeiras?! Brincadeiras que tinham um pouco de todas as suas perguntas... Vocês sabem que brincadeiras eram essas?!
3º momento: Ao lançar essa pergunta, o/a professor/a poderá subdividir a turma em cinco sub-grupos e pedir que as crianças conversem sobre as possíveis brincadeiras inventadas pelo João Futrica a partir das seguintes perguntas norteadoras: Qual brincadeira João Futrica inventou com seus colegas? Qual brincadeira você inventaria se fosse o João Futrica? Você já inventou brincadeiras diferentes pra brincar com seus amigos? Como foi esta experiência? Vamos imaginar quais outras perguntinhas João Futrica tinha em sua cabeça? E você, quais perguntas te dão uma coceirinha nas idéias?
4º momento: Professor/a, convide os alunos para retornarem à grande roda e apresentar o que conversaram sobre as prováveis brincadeiras de João Futrica. Deixe que eles exponham todas as suas idéias e aproveite para perguntar a eles se já brincaram de brincadeiras semelhantes. Se as brincadeiras apresentadas pelas crianças não abordarem o tema da sexualidade apresente aos alunos algumas brincadeiras que o João Futrica criou baseadas nas que estão relatadas a seguir:
  • O JOÃO FUTRICA CONTOU DA BRINCADEIRA DE OLHAR O SEXO DO COLEGUINHA E A BRINCADEIRA DE PASSAR A MÃO NO CORPO DOS COLEGAS NO BANHEIRO...
olhar o sexo
Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/foto/0,,14411810,00.jpg
sexualidade
Fonte: http://www.idadedosucesso.com.br/Imagens/Sexualidade_Infantil.jpg
  • O JOÃO FUTRICA CONTOU DA BRINCADEIRA DE BEIJAR NA BOCA DE OUTRAS CRIANÇAS.
beijo
Fonte: http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&source=hp&q=crian%C3%A7a+beijando+na+boca&btnG=Pesquisar+imagens&g
  • O JOÃO FUTRICA CONTOU DA BRINCADEIRA DE OLHAR VÍDEOS DE ADULTOS NAMORANDO NA INTERNET
olhar vídeo
Fonte: http://images.google.com.br/images?gbv=2&hl=pt-BR&q=crian%C3%A7a+no+computador&sa=N&start=40&ndsp=20

Professor/a, retome a discussão com os /as alunos/as, questionando:
1) Vocês já ouviram falar dessas brincadeiras?
2) Como elas são?
3) Conta pra gente pra que servem essas brincadeiras? < br />4) O que será que o Joã o Fut rica sente quando brinca disso?
5) Que outras brincadeiras parecidas com essas vocês acham que o João Futrica inventou?
Nesse momento, provavelmente, os/as alunos/as se identificarão com o personagem da história “João Futrica” e conseguirão revelar muitas situações do cotidiano semelhantes às que foram mencionadas anteriormente. Essa atividade pode ser aplicada, inclusive, para diagnosticar como as crianças vivenciam sua sexualidade. É muito importante que o/a professor/a mantenha-se atento/a à participação dos/das alunos/as e às revelações que fizerem. já que poderão fornecer elementos para aulas posteriores sobre o mesmo tema. Em alguns casos, crianças podem relatar situações preocupantes que dão indício da ocorrência de abuso sexual, por exemplo, o que demandará intervenções junto à família do/da aluno/a e outros encaminhamentos que se fizerem necessários. Nessas situações, peça apoio à coordenação da escola e/ou a outros profissionais especializados para discutir o caso em sigilo antes de tomar qualquer medida precipitada. Professor/a, ao conduzir as discussões com as crianças, procure fornecer informações corretas sobre masturbação, brincadeiras sexuais na infância e na adolescência desmitificando-as e rompendo com preconceitos e tabus.
Recursos Complementares
Professor/a os seguintes livros poderão te ajudar:
RIBEIRO, Marcos. Como trabalhar os livros: Mamãe, como eu nasci?; Menino brinca de boneca?: guia para professores. Rio de Janeiro: Salamandra, 1990.
SUPLICY, Marta. Papai, mamãe e eu: agora você já pode conversar. São Paulo: FTD, 1990.
VONK, Francisca Vietitas Vergueiro. Sexualidade Infantil. São Paulo. 2 edição (revisada) 4 p. GTPOS. 2003.
Avaliação
Professor/a, procure observar as principais dúvidas dos /das alunos/as para que sejam realizadas novas discussões em torno do tema. Você poderá disponibilizar aos/as alunos/as uma caixinha lacrada, que poderá ficar na sala durante um tempo, para que os/as alunos/as coloquem suas dúvidas e preocupações sobre a sexualidade. Identifique se houve respeito pelas falas dos/das colegas/as e quais os sentimentos despertados durante as 
atividades dessas aulas. 



http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=10519

Assim que comecei a ler no ar, tiraram a página!
Estamos sendo monitorados por estes comunistas a todo segundo mas Deus é Fiel e cairão como DOMINÓ, em nome de Jesus! NÃO IRÃO ACABAR COM NOSSAS CRIANÇAS, FUTURO DO NOSSO PAÍS.

15/06/2015 14h25 - Atualizado em 15/06/2015 14h25
Do G1 Triângulo Mineiro

Pai reclama de cartilha com teor sexual entregue em Uberlândia

Material teria sido distribuído em escola de educação infantil.
Secretária interina garante que entrega de cartilhas não partiu da SME.




O pai de uma criança de cinco anos que estuda em uma Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) deUberlândia ficou indignado com uma cartilha que a filha recebeu em aula. Segundo ele, a cartilha apresentava conteúdo de orientação sexual. 
Durante sessão ordinária da Câmara nesta segunda-feira (15), a secretária interina de Educação, Silma de Carmo Nunes, se alegou desconhecer a cartilha. “Não há por parte da Secretaria Municipal de Educação (SME) distribuição de nenhuma cartilha na rede municipal. Nas nossas pesquisas nós não encontramos nada, então, se houver indícios, que nos mostrem, pois talvez nossa pesquisa possa estar falhando”, disse.
A cartilha, no formato de histórias em quadrinhos, traz como personagens crianças em um sala de aula curiosas em saber sobre o corpo humano. A professora então explica aos alunos as transformações que ocorrerão na passagem da infância para a adolescência e aproveita para falar sobre prazer e relação sexual.
A forma como o assunto é tratado incomodou o atleta Haender Rubens, que ficou preocupado quando a filha caçula chegou com o material em casa. “Nos deparamos com a cartilha muito inapropriada para a idade dela. Não é a questão de preconceito e opção sexual, mas de induzir uma maturidade precoce para as crianças, o que é inaceitável”, opinou.
Haender afirmou que outros pais também se incomodaram, tendo, inclusive, realizado uma reunião na escola. De acordo com ele, a direção havia informado que iria descartar os materiais. "A diretora e uma professora disseram que distribuíram a cartilha por ver que tinha uma ilustração familiar, mas não tinham visto os conteúdos sexuais", contou.
Assunto foi comentado na Câmara
A polêmica foi parar na Câmara Municipal de Uberlândia e motivou um requerimento de autoria da vereadora Michele Bretas (PTB), assinado também por outros oito vereadores.


Segundo o documento, iniciativas como essa precisam ser compartilhadas e autorizadas previamente pelos pais ou responsáveis pelos alunos. O requerimento pede, ainda, a suspensão da distribuição e o recolhimento do material que esteja nas escolas.

http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2015/06/pai-reclama-de-cartilha-com-teor-sexual-entregue-em-uberlandia.html

Cartilha Sexual nas Escolas

Publicado em 16 de jan de 2016
Cartilha Sexual nas Escolas

http://g1.globo.com/minas-gerais/tria...


https://www.youtube.com/watch?v=WKOD5uuTKwY
Professora Marcia Valeria: NÃO SE ILUDA PAI! NÃO EXISTE ISSO DE NÃO SABER, COMO DISSE A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO, E NEM MESMO PROFESSORES E DIRETORES. SE NÃO VIRAM É POR FALTA RESPONSABILIDADE. PROCESSO TODOS. ESTOU DIVULGANDO NO MEU BLOG: www.professoramarciavaleria.blogspot.com.br - Ninguém está pensando como você NÃO.... NÃO SE ILUDA!!! ACORDA FAMÍLIA! NO FINAL TUDO TERMINOU EM PIZZA! Líder do Governo Silésio Miranda (PT) ainda debocha da Vereadora Michele Bretas que dá nome aos bois. PROCESSA TODOS PAI, o estrago já foi feito com suas FILHAS. ACORRRRRRRRRRRRRRRDA!!!



Michele Guimarães Bretas( Michele Bretas)
Partido: PTdoB


Vereadora que denunciou mas que terminou em aperto de mão, entre o líder do Prefeito e o Presidente da Câmara Municipal.



Telefones:
(34) 3239-2440
(34) 3239-2714


Prefeitura de Uberlândia
Avenida Anselmo Alves dos Santos, 600.
CEP: 38408-150 - Uberlândia
Telefone: (34) 3239-2444 (PABX)
Fax: (34) 3236-5270
E-mail
gabinetedoprefeitogilmar@uberlandia.mg.gov.br
Perfil do Prefeito de UBERLÂNDIA-MG
Gilmar Machado foi eleito prefeito de Uberlândia em 7 de outubro de 2012, no primeiro turno, com 236.418 votos (68,72% dos votos válidos), a maior votação que um candidato teve na história do município. Professor, Gilmar Alves Machado, 51 anos, é natural de Cascalho Rico. Aos 7 anos mudou-se para Uberlândia com os pais Sebastião Delfino Machado e de Maria Floripes Alves, ambos já falecidos.
Formado em História pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Gilmar Machado foi líder estudantil e comunitário, presidente da juventude Batista e dirigente do Sind-UTE e da CUT. Está na vida política há mais de 20 anos, tendo sido eleito duas vezes deputado estadual e quatro vezes deputado federal. No Congresso Nacional, esteve por três anos consecutivos na vice-liderança do Governo Lula, tendo sido reconduzido à vice-liderança também no governo da presidenta Dilma Rousseff. Entre 2006 e 2012 figurou entre os 100 parlamentares mais influentes do Congresso, sendo reconhecido por sua alta capacidade de articulação política e livre trânsito entre os Poderes.
Foi presidente da Comissão de Orçamento, relator do Estatuto do Torcedor, do Estatuto do Esporte e da Lei Orçamentária Anual (LOA). É autor da Emenda Constitucional que originou o Plano Nacional de Cultura. Casado com a cirurgiã-dentista Rosângela Borges Paniago Machado, Gilmar Machado é pai de Gustavo Barcelos Machado e Letícia Barcelos Machado. Ele também é membro da Igreja Batista Central de Uberlândia.

Bolsa Família

A Prefeitura de Uberlândia divulga a listagem dos beneficiários do Bolsa Família no Município, conforme pagamento da Caixa Econômica Federal. O objetivo da divulgação da lista dos beneficiários, é fortalecer o controle social local, ajudando a corrigir possíveis irregularidades, além de contribuir para o acompanhamento das condicionalidades das famílias beneficiadas.

A divulgação do nome do responsável legal e do Número de Identificação Social – NIS, estará disponível mensalmente nesta página.
https://drive.google.com/file/d/0B7rtFau0nxh_UFhESlVJaU5PR0U/view?usp=sharing



https://www.elo7.com.br/meuquartinhoateliemv/loja

Comprar este produto

Café Marita

Café Marita
Emagreça com Saúde - CLIQUE AQUI

Contadores

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

PESQUISE POSTAGENS NO SITE

PARTICIPE!

Clique em PARTICIPAR deste site. OBRIGADA e Volte sempre!

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

INSTITUTO NACIONAL EDUCAÇÃO DE SURDOS

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Google+ Followers

Recent Visitors