LUMINOSO

PLAY- CLIQUE PARA OUVIR A WEB RÁDIO CONEXÃO,NET

quarta-feira, 9 de março de 2011

Acentuação: quando e por quê

Unidade 6 – Aula 1 –

Na Língua Portuguesa, as regras de acentuação servem para marcar a sílaba tônica1 e o timbre das vogais. Existem muitas diferenças entre a acentuação no Português do Brasil e no Português de Portugal. Muitas vogais soam abertas em Portugal e nos outros países lusófonos, mas têm o som fechado no Brasil.
Os acentos agudo (´) e circunflexo (^) fazem parte do grupo dos sinais diacríticos2 do Português.
Agora, vejamos os principais pontos do Acordo no que se refere à acentuação:
  • São aceitas duas formas de acentuação de proparoxítonas cuja vogal tônica e / o está em final de sílaba seguida de m / n. Usam-se acento agudo para o timbre aberto (preferência em Portugal) e circunflexo para o timbre fechado (preferência no Brasil):
    cómodo ou cômodo.
    génio ou gênio.
  • Não são acentuados os ditongos ei e oi de palavras paroxítonas:
    assembleia, ideia, jiboia, heroico, paranoico, apoio (verbo), alcaloide, Coreia, joia, Troia, geleia, paleozoico, etc.

    Fique ligado!

    Exceções: Méier, destróier, porque caem na regra que diz que devemos acentuar as paroxítonas terminadas em r.

  • As oxítonas com ditongos abertos continuam acentuadas:
    herói, constrói, papéis, anéis.
  • Não se acentuam as palavras homógrafas3:
    para (verbo) / para ( preposição).
    Ex.: Ele sempre para para abastecer nesse posto.
    pela(s) (substantivo) / pela (verbo) / pelo.
    Ex.: Eu pelo o pelo do cachorro todo verão.
    polo(s) (substantivo).

    Fique ligado!

    Continuará acentuado o verbo pôr, para se distinguir da preposição por. Também o verbo pôde (pretérito perfeito do indicativo), para se distinguir do presente do indicativo: pode.
    No caso de fôrma/forma, é facultativo o uso do acento, mas ele ajuda a não confundir o significado.
    Ex.: Qual a forma de colocar o bolo na fôrma?
    No Português de Portugal, alguns casos são facultativos:
    1. Distinguir dêmos (1ª pessoa do plural do presente do subjuntivo) de demos (1ª pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo). Só que, no Português do Brasil, a vogal é sempre fechada, então, não se usa o acento.
    2. Para distinguir amamos, do presente do indicativo, de amámos, do pretérito perfeito, pode-se usar o acento, mas não no Português do Brasil, já que, em ambos os casos, a vogal é fechada.

  • Palavras paroxítonas cujas vogais tônicas i / u são precedidas por ditongo também não são mais acentuadas:
    feiura, maoista, sauipe, bocaiuva (tipo de árvore).


http://portalmultirio.rio.rj.gov.br/acordoortografico/u7a2.shtml
Organizado por: Professora Marcia Valeria

PESQUISE POSTAGENS NO SITE

Filmes Educacionais

  • Escritores da Liberdade
  • Filhos do Silêncio
  • Meu Mestre minha Vida
  • Nell
  • O Livro Perigoso
  • O Milagre de Anna Sullivan
  • O Nome da Rosa
  • O Triunfo
  • O Óleo de Lorenzo
  • Sociedade dos Poetas Mortos

Contadores

"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Feliz Dia das Crianças para todos!
Responsabilidade, Honestidade e Pontualidade faz parte de nossas vidas e temos que estar atentos para não pecarmos nessas áreas. Isso faz parte do ser adulto. Mas nada nos impede de sermos crianças em alguns momentos, principalmente na humildade e sinceridade. Só que a sinceridade as vezes ofende, pois as pessoas não estão preparadas para ouvirem a verdade, mesmo que venha da boca de uma criança.

Professora Marcia Valeria-2010.

CANAL - Professora Marcia Valeria

Loading...

ACESSOS...



1.000.000 Acessos

Meus Agradecimentos...


16/11/2013 - 1.500.000 Acessos! Obrigada Senhor!




Recent Visitors